Adriano VI

Papa neerlandês, Adriano Florensz era filho de um carpinteiro e nasceu em Utrecht, a 2 de março de 1459. Estudou na escola da sua cidade natal e doutorou-se em Teologia na Universidade de Lovaina, onde desempenhou os cargos de chanceler e professor. Foi também precetor do arquiduque Carlos, neto do imperador Maximiliano I, a partir de 1507, tendo desempenhado missões diplomáticas a pedido do imperador.
Tornou-se arcebispo de Tortosa em 1516 e em 1517 cardeal, tendo sido regente e governador-geral dos reinos de Espanha.
Depois da sua nomeação em 9 de janeiro de 1522, que na Cristandade, como nos meios romanos, surpreendeu em geral, o papa neerlandês ponderou durante um mês e acabou por aceitar, governando a Igreja até 14 de setembro de 1523. Contudo, não sendo de naturalidade italiana, não contou com grande apoio e entusiasmo por parte do povo. De facto, inclusivamente os funcionários mais chegados negaram-lhe o respeito que este piedoso e culto pontífice merecia. O reino castelhano foi muito agraciado neste pontificado, tendo o papa outorgado ao rei o poder de apresentação e padroado de todas as igrejas metropolitas, mosteiros e catedrais de Castela e de Aragão.
Forte defensor da reforma da Igreja, Adriano VI pregou também a cruzada contra os turcos, sendo estes os dois principais objetivos que propôs para o seu pontificado. Contudo, nenhum dos dois propósitos obteve sucesso, uma vez que o empreendimento da cruzada se tornou impossível por que os dois soberanos mais poderosos e únicos que poderiam contribuir com as forças decisivas, Francisco I de França e o imperador Carlos V, tinham entrado em conflito um com o outro, prosseguindo os turcos com as suas conquistas (ilha de Rodes e Belgrado). Por outro lado, os esforços feitos pelos legados papais contra a crescente difusão do protestantismo, entre os quais o pleno reconhecimento dos erros da Igreja, não surtiram o efeito desejado, exigindo os príncipes a realização de um concílio para que estas mesmas faltas fossem corrigidas definitivamente.
Adriano VI foi sepultado na igreja de Santa Maria dell' Anima (Roma).
Como referenciar: Adriano VI in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-23 21:53:38]. Disponível na Internet: