Aeroporto de Dallas-Fort Worth

O Aeroporto Internacional de Dallas-Fort Worth, nos Estados Unidos da América, foi inaugurado em 1974 e é um dos mais movimentados do mundo. Fica situado entre Dallas e Fort Worth e destina-se a servir estas duas cidades de estado do Texas.
Tem sete pistas, quatro das quais com cerca de 4800 metros de extensão. Depois há uma com 2835, outra com 2743 e uma com 2591. É por isso o único aeroporto no mundo com quatro pistas pavimentadas com mais de quatro quilómetros de extensão. Dispõe também de cinco terminais.
Em Dallas funciona a maior base de operações da companhia aérea norte-americana American Airlines. Em 1927 a cidade de Dallas propôs à sua vizinha Fort Worth a construção de um aeroporto comum, mas a recusa desta levou a que as duas abrissem um cada uma, Love Field e Meacham Field. Apesar de vários planos de união posteriores, só na década de 60 houve um acordo para um projeto comum. Em 1969 começaram as obras de Dallas-Fort Worth.
O aeroporto foi inaugurado a 13 de janeiro de 1974 e na altura tinha a designação de Aeroporto Regional de Dallas-Fort Worth. No entanto, a verdadeira estreia ocorrera no ano anterior com a aterragem de um avião supersónico Concorde, operação destinada a assinalar a conclusão das obras. Foi o primeiro aeroporto norte-americano a receber um Concorde.
Na época de inauguração foi o aeroporto mais caro de sempre a ser construído.
Em 1985 passou a chamar-se Aeroporto Internacional de Dallas-Fort Worth.
Em 1996 foi inaugurada a sétima pista de Dallas Fort-Worth e nove anos depois passou a contar com um novo terminal.
A 2 de agosto de 1985 um Lockheed da Delta Air Lines teve um acidente no aeroporto, provocando a morte de oito tripulantes e de 128 passageiros, assim como de uma pessoa que estava em terra.
Três anos mais tarde, a 31 de agosto de 1988, um Boeing 727 da Delta Air Lines despenhou-se depois da descolagem, provocando a morte de dois tripulantes e de doze passageiros.
Como referenciar: Aeroporto de Dallas-Fort Worth in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-15 06:20:59]. Disponível na Internet: