Aeroporto de Haneda

O Aeroporto Internacional de Haneda, em Tóquio, é um dos dois principais que serve a capital do Japão, juntamente com o Aeroporto de Narita. Localizado em Ota, o Aeroporto de Haneda dedica-se essencialmente a voos domésticos, já que a nível internacional apenas tem ligações aéreas com Seul, na Coreia do Sul. Mesmo assim, Haneda é o aeroporto mais movimentado do Japão e da Ásia e um dos que mais passageiros recebe no mundo.
O aeroporto tem três pistas, duas com três mil metros de extensão e uma com 2500.
O Aeroporto de Haneda foi inaugurado em 1931 e na altura era o maior do país. Na época passavam por Haneda voos domésticos e de ligação à Coreia e à Manchúria. Em 1945, após o final da Segunda Guerra Mundial, as forças ocupantes dos Estados Unidos da América (EUA) tomaram conta do aeroporto, que transformaram numa base militar. Dois anos depois regressaram os voos internacionais, com ligações aos EUA, China, Coreia do Sul e Filipinas. Em 1952 os norte-americanos devolveram parte da base ao Japão, entregando o resto seis anos mais tarde. Na altura era chamado de Aeroporto Internacional de Tóquio. Na mesma época começaram a ter lugar voos com destino à Europa, nomeadamente a Londres (Inglaterra) e a Copenhaga (Dinamarca).
Em 1964, ano em que tiveram lugar os Jogos Olímpicos de Tóquio, foi inaugurado um serviço de monorail para servir o aeroporto. Ainda nesse ano foram levantadas as restrições aos japoneses para utilizar viagens aéreas, o que levou a um grande aumento do número de passageiros. Seis anos mais tarde foi inaugurada uma nova pista, assim como um terminal.
Devido à impossibilidade de fazer crescer Haneda, foi construído em Tóquio em 1978 o Aeroporto de Narita, destinado essencialmente a voos internacionais. Haneda passou então a ser um aeroporto doméstico.
A 12 de agosto de 1985 um avião da Japan Airlines acabado de levantar de Haneda colidiu com uma montanha, provocando a morte de 520 pessoas. Tratou-se do mais mortífero acidente de sempre.
Como referenciar: Aeroporto de Haneda in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-08-11 01:27:13]. Disponível na Internet: