Aeroporto de Orlando

O Aeroporto Internacional de Orlando, nos Estados Unidos da América (EUA), fica situado a cerca de 10 quilómetros a sudeste de Orlando, no estado da Florida. É o mais movimentado do estado muito por causa do turismo onde se enquadram, por exemplo, os visitantes do Walt Disney World Resort.
O aeroporto está dotado de quatro pistas principais: duas com 3659 metros, uma com 3048 e outra com 2743.
Os voos comerciais começaram a ser operados neste espaço em 1962, numa altura em que o aeroporto pertencia à força aérea norte-americana. Na altura chamava-se base aérea de McCoy. Até 1968 todas as companhias aéreas que voavam para Orlando passaram a operar na base, em detrimento de outros aeroportos locais. Contudo, só em 1974 as instalações passaram para a posse da cidade de Orlando. Dois anos mais tarde passou a chamar-se oficialmente Aeroporto Internacional de Orlando, na altura em que começou a ser gerido pela Autoridade da Aviação da Grande Orlando. O aeroporto foi a base de operações da Eastern Air Lines, nas décadas de 70 e 80, sendo depois foi substituída pela Delta Air Lines.
Desde 1978, ano em que recebeu cinco milhões de passageiros, o Aeroporto Internacional de Orlando tem sofrido uma série de melhoramentos, que lhe permitiram ultrapassar em 2000 a fasquia dos 30 milhões de passageiros por ano. Hoje em dia o aeroporto ocupa uma área de 60 quilómetros quadrados, o que lhe permite ser o terceiro maior dos EUA, atrás de Denver e Dallas.
O aeroporto é uma das principais bases de companhias aéreas como a Chautauqua Airlines, a Freedom Airlines, a Delta Air Lines, a Southwest Airlines, a JetBlue Airways e a AirTran Airways, que tem lá a sua sede.
Este aeroporto de Orlando está preparado para acolher uma eventual aterragem de emergência do vaivém espacial Space Shuttle, já que fica situado relativamente próximo do Centro Espacial John F. Kennedy. Também está apto a receber os bombardeiros B-52 Stratofortress.
Como referenciar: Aeroporto de Orlando in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-03-30 11:40:30]. Disponível na Internet: