Aerosmith

A história dos Aerosmith, grupo rock norte-americano, começa em 1970, em Boston, quando Steven Tyler e Joe Perry se conhecem e decidem formar um trio com o baixista Tom Hamilton. No final desse ano a banda torna-se um quinteto, com Tyler a deixar a bateria e a tornar-se a voz do grupo. Steven Tyler (n. Steven Victor Tallarico, 1948-03-26, Nova Iorque, EUA), o guitarrista Joe Perry (n. Anthony Joseph Perry, 1950-09-10, Boston, Massachusetts, EUA), o baixista Tom Hamilton (n. 1951-12-31, Colorado Springs, EUA), o baterista Joey Kramer (n. 1950-06-21, Nova Iorque, EUA) e o guitarrista Brad Whitford (n. 1952-02-23, Winchester, Massachusetts, EUA) formam o primeiro alinhamento dos Aerosmith. Durante os dois primeiros anos da década 70, tocaram em bares, discotecas e festas universitárias em Massachusetts e Nova Iorque. A sonoridade algo inovadora da banda não passou despercebida à indústria discográfica e assinam com a Columbia Records em 1972. Um ano depois lançam o primeiro álbum, de título homónimo. Este disco conhece um sucesso relativo e inclui a balada-rock "Dream On", caracterizada pela fusão entre notas de piano e orquestrações de cordas e riffs de guitarras. No seguimento deste álbum, tornam-se a banda de apoio dos Kinks, da Mahavishnu Orchestra, entre outros, e veem-se envolvidos em pequenas tournées.O segundo álbum,Get Your Wings (1974), tem uma longevidade maior nos tops mas é com o terceiro registo, Toys In The Attic (1975), que definitivamente conquistam um espaço na cena musical. Temas como "Sweet Emotion" e "Walk This Way" afirmam um novo estilo de rock, de som cru e puro, um pouco distinto do heavy dominante dos Led Zeppelin e dos Black Sabbath. O disco seguinte, Rocks (1976), manteve-se na linha de sucesso dos antecessores e Draw the Line (1977) e Live! Bootleg (1978) marcam uma fase de maturação do grupo, a que ficam associdados os primeiros rumores de adições ao álcool e às drogas no seio da banda.
O aparecimento no filme Sgt. Pepper's Lonely Hearts Club Band, com uma versão de "Come Together" dos Beatles traduzia apenas um prenúncio irónico do destino. Pouco tempo depois, a banda começa a desagregar-se. Após o lançamento de Night in the Ruts (1979), Joe Perry e Brad Whitford abandonam a banda.
Já com um novo alinhamento (os guitarristas Rick Dufay e Jimmy Crespo juntaram-se à banda), é lançado um Greatest Hits (1980) que regista vendas acima dos 6 milhões de cópias. Em 1982, surge um dos maiores fracassos comerciais do grupo, Rock in a Hard Place. Dois anos depois, retornam à banda os dois guitarristas originais e o grupo parte na digressão Back in the Saddle, tentando recuperar o tempo perdido e reabilitar a sua imagem. Contudo, nessa tournée, Steven Tyler tem um colapso em palco e a questão das drogas surge com novo ímpeto. É só após a edição de Done With Mirrors (1985) que Steven Tyler e Joe Perry concluem um plano de reabilitação relativamente à sua toxicodependência. Este disco foi o primeiro registo de estúdio em seis anos e também o primeiro gravado na nova editora, a Geffen Records. A aparição de Tyler e Perry no videoclip da versão dos Run DMC de "Walk This Way", com grande airplay na MTV, trouxe um novo impulso à imagem dos músicos e deixou para trás os fantasmas das dependências. Até ao final da década, o caminho foi sempre ascendente. O álbum Permanent Vacation (1987), o primeiro em que os Aerosmith aceitam a colaboração de outros compositores, vende 3 milhões de cópias e inclui alguns dos maiores êxitos da banda como "Dude (Looks Like a Lady)" (prémio MTV na categoria de Melhor Vídeo de Grupo), "Rag Doll" e "Angel". Depois, continuou a senda de sucesso da banda com Pump (1989), 4 milhões de cópias vendidas e mais prémios. "Love in an Elevator" e "Janie's Got A Gun" são exemplos de canções premiadas pela MTV (Melhor Vídeo Hard-Metal e Escolha dos Espectadores) e com um grammy.
A década de 90 colocou-os novamente no topo da popularidade mundial graças ao álbum Get A Grip (1993), que incluiu temas como "Living on the Edge" (vencedor de um grammy e de um prémio MTV), "Cryin'", "Crazy" e "Amazing". Fator determinante para grande parte do êxito do grupo foram os videoclips que acompanharam cada um dos singles e que passaram com insistência na estação televisiva MTV.
Após a edição da coletânea Big Ones (1996), surgiu, em setembro de 1997, Nine Lives, álbum que incluiu "Falling in Love (Is Hard on the Knees)", vencedor do prémio MTV na categoria de Melhor Vídeo Rock, e ainda temas como "Pink" ou "Hole in My Soul". Nesse mesmo mês saiu a autobiografia do grupo, Walk This Way, que rapidamente se transformou num best-seller.
Em 1998 a banda viu-se envolvida em alguns acidentes. Steven Tyler magoou-se seriamente num joelho durante um concerto em Anchorage, no Alasca, enquanto que Joey Kramer sofria um acidente de automóvel que lhe causaria queimaduras de segundo grau nos braços. Consequentemente, o grupo via-se obrigado a adiar muitos concertos.
Entretanto, o grupo contribuiu para a banda sonora do filme Armaggedon com o grande êxito "I Don't Want to Miss a Thing". Este tema foi ainda galardoado com o prémio MTV para Melhor Vídeo de um Filme. Outras canções incluídas na banda sonora foram "What Kind of Love Are You On?", "Sweet Emotion" e "Come Together". Seguiu-se A Little South of Sanity (1998), um registo ao vivo, e em 2001 o grupo regressou com o single Jaded, cujo lado B incluiu o tema "Angel's Eye", da banda sonora do filme Charlie's Angels (2001).
O disco Just Push Play (2001) foi um registo de sonoridade moderna, numa tentativa de retomar o trilho do sucesso do passado. O disco teve breves passagens pelas tabelas de vendas, minorando o mediatismo em trono do grupo e trazendo alguma letargia comercial aos Aerosmith. Ainda assim, o single "Jaded" teve algum êxito.
No ano seguinte, nova edição de uma compilação de êxitos, com o título O, Yeah! Ultimate Aerosmith Hits , com o inédito "Girls Of Summer" e algumas remisturas de temas clássicos. O regresso aos trabalhos de originais apenas aconteceria em 2004 com Honkin' On Bobo.
Como referenciar: Aerosmith in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-14 22:11:49]. Disponível na Internet: