aerossol

Um aerossol é uma dispersão coloidal de um sólido ou líquido num gás, isto é, um gás que contém uma suspensão de matérias sólidas ou líquidas sob a forma de partículas muito finas. Se o gás contiver uma suspensão de matérias sólidas, este designa-se de fumo e se contiver uma suspensão de matérias líquidas designa-se de névoa.
Foi em 1929 que o engenheiro e inventor norueguês Erik Rotheim, registou uma patente que descrevia o uso de recipientes de pressão incorporados com uma válvula que libertava o produto sob a forma de spray.
Em 1997 foram produzidos no mundo inteiro aproximadamente 10 biliões de aerossóis, contribuindo a Europa com cerca de 40% deste valor. Os aerossóis têm aplicação em medicina (para desinfeção e inalação), na alimentação, em cosmética, em produtos para limpeza doméstica, em produtos farmacêuticos e no setor industrial.
Os inseticidas são frequentemente aplicados sob a forma de aerossol (sprays de aerossol), bem como os clorofluorocarbonetos (CFC), de que é exemplo o diclorodifluorometano.
Este procedimento tem vindo a ser criticado uma vez que estes compostos permanecem na atmosfera e conduzem à destruição da camada de ozono.
Desde 1989, todos os produtores de aerossóis decidiram voluntariamente retirar os CFC, exceto numa pequena percentagem de medicamentos de inalação.
Como referenciar: aerossol in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-04-07 23:37:42]. Disponível na Internet: