Ailill

Filho de Russ Ruad, irmão de Eochaid Airem e de Conra Cas, foi rei da província de Connacht e era também chamado de Ailill mac Mata. Era casado com Maeve (ou Medb), que tinha inúmeros amantes entre os quais Fergus mac Roich, que Ailill matou enquanto ele estava a tomar banho. Os dois irmãos de Ailill foram também reis de Connacht e casaram-se sucessivamente com Maeve.
Teve três filhas, Faife, Cainder e Finnabair, e sete filhos chamados Maine, devido a uma profecia que dizia que o rei do Ulster, Conchobar mac Nessa, seria morto pelo filho de Ailill que se chamasse Maine.
Incitado por Maeve, que surpreendeu Ailill com uma donzela no Dia de maio, e querendo vingar a morte de Fergus, Conall Cernach matou-o. Ailill era dono de Finnbennach ("Corno Branco"), um enorme touro com poderes mágicos, com o qual Maeve tentou competir pedindo emprestado a Daire mac Fiachniu o seu Touro Castanho guardado em Couailnge (ou Cooley), Donn. Daire mac Fiachniu concordou em emprestar o animal sob condição de receber uma recompensa, condição inicialmente aceite pela rainha. No entanto, os enviados de Maeve chegaram ao Ulster e disseram que podiam levar o touro sem ter de dar qualquer recompensa, o que ofende Daire e o leva a recusar emprestar o touro e a escondê-lo. Inicia-se então com a invasão do Ulster por Maeve uma longa série de batalhas e antes da última os dois touros defrontam-se em Connacht num combate arbitrado por Bricriu. Vence o touro Donn que no entanto acaba por morrer de esgotamento.
A guerra foi vencida quando Cu Chulainn se juntou às tropas do Ulster, pois este não era afetado pela maldição que uma deusa da guerra chamada Macha tinha lançado sobre os guerreiros e os impedia de lutar.
Estes relatos encontram-se em dois livros: um chamado Táin Cuailnge (O Ataque por causa do gado de Cuailnge) escrito no ano 800 d. C. e outro Leabhar na h Cuidre ou O Livro da Vaca Dunn.
Com este nome aparece também Ailill-Lâmina-de-Batalha, da família Owen de Arun e pai de Maeldun. Este nasceu depois do pai se ter deitado com uma freira, quando se dirigia para uma batalha, tendo sido depois adotado pela rainha.
Também o filho de Laery, rei da Irlanda e de grande parte da Europa Ocidental tinha o nome de Ailill. Pai e filho foram mortos por inveja pelo irmão de Laery, Covac. Este obrigou o filho de Ailill, Maon, a engolir uma rata com a cria, e bocados dos corações do avô e do pai.
Outro Ailill era o irmão de Eochy, rei da Irlanda, e apaixonou-se de tal modo pela mulher deste, Etain, que ficou muito doente. Quando Eochy viajou Ailill confessou o seu amor a Etain, que prometeu ficar com ele para que não morresse, apesar de não estar apaixonada. No entanto Ailill caiu num sono profundo na altura em que devia ir ter com ela, e quem compareceu ao encontro foi o marido danaan (pertencente ao mágico Tuatha De Danaan, que significa "povo da deusa Dana") de Etain, Midir, sob a forma de Ailill e que apenas falou sobre a sua doença. Mais tarde Midir implora a Etain para ir com ele para a Terra da Juventude. Esta lenda pertence ao Ciclo de Conaire Mór, o Rei Supremo.
Como referenciar: Ailill in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-09-28 08:14:39]. Disponível na Internet: