Airto Moreira

Baterista, percussionista e compositor brasileiro, Airto Guimorvan Moreira nasceu a 5 de agosto de 1941 em Itaiópolis, Santa Catarina, no Brasil. Demonstrando desde tenra idade alguma apetência para reagir a estímulos sonoros, aos 6 anos já vencia concursos regionais de canto e percussão. A evolução natural das suas aptidões, depois de uma breve experiência radiofónica, levou-o ao profissionalismo com treze anos, altura em que integrou alguns grupos de baile locais. Aos 16 anos, muda-se para São Paulo, tornando-se presença assídua no circuito de clubes noturnos da metrópole e registando as primeiras aparições televisivas como percussionista e cantor. É com 24 anos que conhece a cantora Flora Purim, com que havia de mudar-se para os Estados Unidos da América, em 1967. Em Nova Iorque, Airto Moreira tem oportunidade de privar com alguns músicos relevantes do panorama norte-americano, como JJ. Johnson, Reggie Workman, Cedar Walton ou Walter Booker. É, de resto, pela mão deste baixista que Airto Moreira contacta com gente de renome como Cannonball Adderley, Lee Morgan, Joe Zawinul ou Paul Desmond. É também nesse período que integra as sessões de gravação de "Bitches Brew", mítico registo de estúdio de Miles Davis. A inclusão na banda de Miles Davis, com quem colaborou durante dois anos, haveria de conhecer Wayne Shorter, Jack DeJohnette, Chick Corea, John McLaughlin, Keith Jarrett e Dave Holland. Aproveitando o mediatismo que a proximidade com os grandes nomes do jazz, Airto Moreira estaria nas origens do primeiro alinhamento dos Weather Report, coletivo que dividiria, numa primeira fase, com Wayne Shorter, Miroslav Vitous, Alphonse Mouzon e Joe Zawinul e com que gravaria o álbum homónimo de estreia do grupo. Depois, ao lado de Flora Purim, Joe Farrell e Stanley Clarke, integrou a banda de suporte de Chick Corea, os Return to Forever.
A primeira formação a título próprio (batizada de Fingers) surgiria em 1974, mais uma vez na companhia de Flora Purim. O álbum conjunto de Airto Moreira e Flora Purim mereceria ampla divulgação pelas editoras europeias e americanas e firmaria definitivamente a marca do músico como um percussionista de eleição. A partir daqui, a expressão mediática do seu nome não mais parou, sendo convidado para participar em discos de Quincy Jones, Herbie Hancock, Paul Simon, Carlos Santana, Gato Barbieiri, Gil Evans, Chicago, entre outros, e em algumas bandas sonoras para a Sétima Arte, como The Exorcist (O Exorcista, 1973), Ultimo tango a Parigi (Último Tango em Paris, 1972) e Apocalypse Now (1979). Reconhecido por diversas publicações especializadas como um dos intérpretes da elite do percussionismo, Airto Moreira venceria um Grammy, em 1991, como membro do projeto percussionista de world music Planet Drum Percussion Ensemble. O prémio seria repetido com a Dizzy Gillespie's United Nations Orchestra.
Apesar do mediatismo internacional, Airto Moreira nunca esqueceu as suas raízes culturais no Brasil, interessando-se recorrentemente pelas feições espiritualmente curativas da música, por força do ofício curandeiro de seu pai, José Rosa Moreira. Essa vertente da música de Airto está notoriamente presente nas gravações de The Other Side of This (1992), exercício exploratório da espiritualidade da música, e Brazilian Spiritual Mass (1987), registado num especial para a televisão germânica, com a ajuda de uma orquestra sinfónica. Além desta tangência com a espiritualidade, a fama de Airto Moreira rendeu-lhe mediáticas aparições num espetáculo acústico dos Smashing Pumpkins para a cadeia televisiva MTV (1994), no álbum Exciter (2001), dos Depeche Mode e com o grupo percussionista japonês Kodo. Das gravações com os nipónicos, o original "Maracatu" seria escolhido para integrar a lista de canções oficiais do mundial de futebol de 2002.
Em setembro de 2002, o presidente brasileiro Fernando Henrique Cardoso agraciou Airto Moreira (e Flora Purim) com a Ordem do Rio Branco, uma das mais honrosas distinções do Estado brasileiro, em reconhecimento da promoção do país no exterior. Também nesse período, Airto Moreira lecionou Etnomusicologia na UCLA, prestigiada instituição de ensino americana. Mesmo assim, o músico manteve-se particularmente ativo, com atuações ao vivo um pouco por toda a Europa, EUA, Ásia e América Latina.
Discografia
1964, Sambalanço Trio, Vol. 1
1965, Sambalanço Trio, Vol. 2
1965, Em Som Mairo
1965, A Vontade Mesmo
1967, Quarteto Novo
1970, Natural Feelings
1971, Seeds on The Ground
1972, Free
1973, Fingers
1973, Jazz-Nova
1973, In Concert
1974, Virgin Land
1975, Identity
1976, Promises of the Sun
1977, I'm Fine, How Are You?
1979, Touching You, Touching Me
1980, The Colours of Life
1984, Dafos
1985, Three Way Mirror
1985, Humble People
1986, The Magicians
1986, Bratislava Jazz Days
1986, Latino / Aqui Se Puede
1987, Missa Espiritual. Airto's Brazilian Mass
1989, The Sun Is Out
1989, Struck By Lightning
1992, Fourth World
1992, Live At Ronnie Scott's Club - Fourth World
1992, The Other Side of This
1993, Jump
1993, Killer Bees
1994, Live In Moscow
1995, Encounters of the Fourth World
1996, Live in South Africa - Fourth World
1998, Last Journey
1998, Samba De Flora
1999, Return Journey
1998, Revenge of the Killer Bees
2000, Homeless
2003, Life After That
Como referenciar: Porto Editora – Airto Moreira na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-27 18:20:39]. Disponível em