Alberto Ascari

Piloto de automóveis, Alberto Ascari nasceu a 13 de julho de 1918, em Milão, Itália.
Filho de António Ascari, conhecido corredor de automóveis, deixou de estudar em 1936 e comprou uma moto. Nesse mesmo ano estreou-se nas competições de motos mas não conseguiu acabar a prova. A sua primeira vitória foi no circuito de Lano.
Ganhou fama como corredor de motos até 1939, tendo, entretanto, assinado contrato com a fábrica "Bianchi". Em 1940 Enzo Ferrari convidou-o a integrar a sua equipa de Fórmula 1, e Ascari fez a sua primeira corrida de automóveis no circuito de Mille Miglia. Meses mais tarde correu no Grande Prémio de Trípoli.
Com o início da Segunda Guerra Mundial, interrompeu a sua carreira, que reatou em 1947. No dia 28 de setembro desse ano formou equipa com Gigi Villoresi ao volante de um Maserati. Apelidado de "Ciccio", Alberto Ascari ganhou o Grande Prémio de San Remo e a Corrida de Carros Desportivos de Pescara.
Em 1949, Enzo Ferrari tornou a contratar Ascari. Nesse mesmo ano venceu os Grandes Prémios da Suíça e da Itália (BAN). Conseguiu também o primeiro lugar no Troféu Internacional de Silverstone.
Em 1952 conseguiu o seu primeiro título de Campeão do Mundo, depois de vencer nos Grandes Prémios da Bélgica, França, Inglaterra, Alemanha, Holanda e Itália.
Em 1953 repetiu o feito, com vitórias na Argentina, Bélgica, Grã-Bretanha, Holanda e Suíça. Depois do campeonato desse ano assinou pela Lancia, deixando a Ferrari.
Em 1954, ao serviço da nova equipa, Alberto Ascari venceu o circuito de Mille Miglia, um ano antes de a Lancia entrar nas competições dos Grandes Prémios e de Ascari lhe dar a primeira vitória daquela categoria, ao vencer no Grande Prémio de Nápoles (Itália).
No Mónaco não conseguiu acabar a corrida visto ter sofrido um acidente que o deixou com o nariz partido. Quatro dias depois, a 26 de maio de 1955, foi assistir aos treinos no circuito de Monza (Itália) e no final pediu emprestado o Ferrari de Castellotti. Na terceira volta à pista, ao virar a terceira curva, Alberto Ascari despistou-se, morrendo a caminho do hospital. Ao longo da carreira de quinze anos venceu 47 das 56 corridas internacionais em que participou. Em 1992 Alberto Ascari foi registado no Hall of Fame da Federação Internacional de Automobilismo (FIA).
Como referenciar: Porto Editora – Alberto Ascari na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-17 11:29:03]. Disponível em