alcaloides

Compostos orgânicos de azoto, sintetizados por algumas espécies vegetais (ex.: planta do tabaco - Nicotiana tabacum -, papoila - Papaver somniferum), os alcaloides apresentam frequentemente uma estrutura muito complexa, com sistemas cíclicos, na maioria dos casos heterocíclicos.
Os alcaloides encontram-se, geralmente, em plantas tropicais e subtropicais, combinados muitas das vezes com ácidos orgânicos em forma de sais.
Os alcaloides apresentam carácter básico (alcalino) e são fisiologicamente ativos nos vertebrados, podendo ser tóxicos e venenosos. De uma forma geral, os alcaloides são armazenados pelas plantas em determinados órgãos. Na planta do tabaco, por exemplo, a nicotina acumula-se nas folhas.
Obtêm-se por extração tratando as plantas com álcalis e efetuando depois uma destilação por arrastamento de vapor.
Na Antiguidade utilizavam-se os alcaloides como estimulantes, drogas e medicamentos (como analgésicos). Atualmente, são obtidos em parte por via sintética e possuem as mesmas finalidades.
Os alcaloides mais conhecidos são a morfina, a brucina, a atropina, a cocaína, a nicotina, a quinina, a cafeína, a estricnina (venenoso) e a cicutina (venenoso).

Como referenciar: alcaloides in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 14:52:15]. Disponível na Internet: