Alex Tolstoi

Romancista, contista, dramaturgo e historiador russo, Aleksei Nikolaevich Tolstoi nasceu a 10 de janeiro de 1883, em Nikolaevsk, na província de Samara. Oriundo de uma família aristocrática, parente afastado de Leão Tolstoi e de Ivan Turgenev, nunca chegou a conhecer o seu pai verdadeiro, o conde Nikolai Aleksandrovich Tolstoi, já que a mãe abandonou o marido e três dos seus filhos para ir viver com o padastro de Aleksei, numa quinta situada na região de Samara.
Educado em casa até à idade de treze anos, estudou numa escola secundária em Samara de 1894 a 1901, passando depois ao Instituto Politécnico de São Petersburgo, onde permaneceu até à conclusão dos seus estudos, em 1908, e onde teria começado a escrever. Primeiramente poesia, influenciada pelo movimento simbolista, aparecida na coletânea Lirika (1907), e logo depois prosa, com contos que descreviam a sua própria infância. Foi, no entanto, com uma série de romances dedicados ao processo de empobrecimento das propriedades rurais aristocráticas e ao declínio espiritual dos seus proprietários que Tolstoi obteria uma certa reputação.
Com a deflagração da Primeira Guerra Mundial, e até 1916, Tolstoi trabalharia como correspondente de guerra para o jornal Russkie Vedomosti, de filiação czarista, tendo nessas funções visitado por diversas vezes a frente de combate, e viajado até França e Inglaterra. No ano seguinte, entrou ao serviço do departamento de propaganda do general Denikin, mas desgostoso com a instituição da Revolução Russa, optou pelo exílio em Paris, na companhia da sua família. Não obstante, as suas opiniões políticas foram-se alterando. Assim, mudando-se para Berlim, tornou-se editor do jornal bolchevique Nakanune, mas cedo se desiludiria com os círculos de exilados, pelo que regressou à União Soviética, trazendo consigo o manuscrito de Syostry (1922), a primeira parte da trilogia Khozhdeniye Po Mykam (1922-42,O Caminho do Sofrimento - tradução brasileira). Enfrentou um período difícil, já que as autoridades mantinham suspeitas quanto à sua lealdade, por causa das suas origens aristocráticas, mas acabou por se estabelecer na vanguarda dos escritores soviéticos.
Na década de 20, escreveu algumas peças de teatro e, entre 1935 e 1936, participou nos congressos anti-fascistas aí realizados, bem como no Segundo Congresso Internacional de Escritores de Madrid, em 1936, durante a Guerra Civil Espanhola. Nesse mesmo ano, foi nomeado presidente do Sindicato dos Escritores e deputado do Soviete Supremo no ano seguinte. Em 1938, Tolstoi foi eleito membro da Academia das Ciências Soviética e, durante a Segunda Guerra Mundial, serviu como jornalista e propagandista. Ganhou fama de sobremaneira com a estreia da adaptação cinematográfica do seu romance histórico Ivan Groznyj (1944, Ivan, o Terrível), pela mão do célebre cineasta soviético Sergei Eisenstein.
Faleceu a 23 de fevereiro de 1945, em Moscovo.
Como referenciar: Alex Tolstoi in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-01 14:00:26]. Disponível na Internet: