Alfredo Possolo Hogan

Figura popular do meio literário e teatral lisboeta da segunda metade do século XIX, nascido a 29 de novembro de 1830, em Lisboa, e falecido a 16 de abril de 1865, na mesma cidade. Foi autor de romances folhetinescos (influenciados por Eugène Sue e Alexandre Dumas), dramas históricos e de atualidade. Pressionado por dificuldades económicas (era um modesto funcionário dos Correios), escrevia precipitadamente, facto que se reflete na abundância e nas deficiências da sua escrita. É-lhe atribuída a autoria de um romance publicado anonimamente em Lisboa, em 1854, A mão do finado, sequência de O Conde de Monte-Cristo, de Alexandre Dumas.
Como referenciar: Alfredo Possolo Hogan in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-17 06:04:06]. Disponível na Internet: