Aliança Democrática (AD)

Aliança partidária e governativa portuguesa, formada em 1979 pelo Partido Popular Democrático, hoje Partido Social-Democrata (PSD), liderado por Francisco Sá Carneiro, pelo Centro Democrático Social (CDS), de Freitas do Amaral, e pelo Partido Popular Monárquico (PPM), liderado por Gonçalo Ribeiro Telles.
A AD colocou pela primeira vez, desde a queda do regime de Salazar, o Partido Socialista na oposição. Obteve duas importantes vitórias em legislativas, em 1979 e 1980, e, uma vez no Governo, deu início ao processo de abertura das empresas à iniciativa privada. Sob este ponto de vista, seguiu uma orientação contrária à dos Governos anteriores, que haviam optado pela nacionalização de diversos setores da economia.
A Aliança Democrática acabou devido a um conjunto de circunstâncias políticas, sociais e económicas. Entre elas conta-se a morte de Sá Carneiro em 1980, a falta de consenso no interior do PPD quanto ao caminho a seguir após aquele acontecimento, o fracasso da campanha presidencial do general Soares Carneiro nesse mesmo ano e o agravamento da situação económica nacional.
Como referenciar: Porto Editora – Aliança Democrática (AD) na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-05 02:55:25]. Disponível em