Almodôvar


Aspetos Geográficos
O concelho de Almodôvar, do distrito de Beja, localiza-se na região do Alentejo (NUT II), no Baixo Alentejo (NUT III) e ocupa uma área de 777,4 km2 e abrange oito freguesias: Almodôvar, Gomes Aires, Rosário, Santa Clara-a-Nova, Santa Cruz, São Barnabé, Senhora da Graça de Padrões e Aldeia dos Fernandes.
O concelho encontra-se limitado a noroeste e oeste pelo concelho de Ourique, a sul por Loulé e Silves, ambos do distrito de Faro, a este por Mértola e a norte e nordeste por Castro Verde. Este concelho apresentava, em 2005, um total de 7746 habitantes.
O natural ou habitante de Almodôvar denomina-se almodovarense.
Possui um tipo de clima mediterrânico, com um período seco de cerca de 80 a 100 dias, durante o verão, em que a temperatura média varia entre os 26 °C e os 29 °C. No inverno, as temperaturas são relativamente moderadas.
A sua morfologia é marcada pelo monte da Cachopa (281 m) e pela serra do Caldeirão (561 m).
Dos recursos hídricos, salientam-se a ribeira de Oeiras, o rio Vascão e o rio Mira.

História e Monumentos
Existem testemunhos, nas terras deste concelho, que comprovam que a sua povoação é muito antiga, como as antas do período megalítico e, por exemplo, as Mesas do Castelinho, cujo povoado terá tido origem no século V ou VI a. C.
Estas terras foram mandadas repovoar por D. Dinis pela outorgação de foral em 1285, após as guerras entre mouros e cristãos.
Em 1512, D. Manuel confirma e amplia o foral de D. Dinis.
A nível do património arquitetónico, destacam-se os vestígios arqueológicos romanos e árabes da 1.ª e 2.ª Idade do Ferro; o Convento de São Francisco, que foi fundado, em 1680, por Frei José Evangelista, e a Igreja Matriz, cujo templo possui três naves, com colunas toscanas, ostentando uma sumptuosa capela-mor, mandado construir por D. João V, em 1747.
É de realçar ainda a Igreja da Misericórdia, que remonta ao tempo de D. Leonor, tendo anexada a Capela do Senhor do Calvário.

Tradições, Lendas e Curiosidades
As manifestações populares e culturais do concelho são numerosas, sendo de destacar a festa de Santa Clara, realizada a 12 de agosto; a festa de aniversário da Casa da Cultura, no último fim de semana de abril, a festa de Santo Amaro, realizada a 15 de janeiro, decorrendo também uma feira muito típica relativa à devoção de Santo Amaro; a 24 de junho, a festa de S. João; a 20 de abril, a feira de abril e a Feira Anual a 5 de outubro.
No artesanato merecem referência as mantas de retalhos, as cadeiras em bunho, os trabalhos em madeira, as rendas e os bordados.
Em Almodôvar, como instalações culturais destacam-se o Museu Severo Portela e a Biblioteca Municipal.

Economia
No concelho predominam as atividades ligadas ao setor primário, seguido dos setores secundário e terciário. No setor secundário, destacam-se as indústrias de exploração de cortiça, de exploração florestal, de carpintaria, a serralharia civil, a construção civil e destilarias de aguardente de medronho. No setor terciário, sobressai o pequeno comércio.
A agricultura tem ainda uma grande importância, facto comprovado pela elevada percentagem de área agrícola concelhia, que ocupa cerca de 68% da área total do concelho, destacando-se os cultivos de cereais para grão, prados temporários e culturas forrageiras, culturas industriais, pousio, olival, prados e pastagens permanentes.
A pecuária regista também algum relevo, nomeadamente na criação de ovinos, aves e suínos.
Cerca de 7705 ha do território correspondem a área coberta de floresta.
Como referenciar: Almodôvar in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-17 18:12:28]. Disponível na Internet: