Alvarez Dominguez

Pintor português, nascido em 1906, filho de pais de naturalidade galega. Datam de 1924 os primeiros desenhos a pena e a lápis e as primeiras aguarelas. Fez a instrução primária num colégio do Porto, após o que seguiu para Pontevedra, onde viviam parentes da mãe. De volta ao Porto, em 1926, inscreveu-se no curso de Arquitetura da Escola Superior de Belas-Artes do Porto (ESBAP). No ano seguinte mudou-se para o curso de Pintura; começa a "fase vermelha" da sua obra, marcada por cores intensas e pouco trabalhadas e por um paisagismo incipiente e urbano. Integra-se num grupo de artistas da ESBAP que lança o manifesto + além, contra o ensino académico da escola, contra os valores naturalistas e contra a arte como fenómeno mundano.
Nas férias de 1929 Alvarez vai à Galiza e no regresso a sua pintura apresenta características completamente diferentes, desde a técnica à cor e à temática. Faz experiências cubistas e abstracionistas, é o início da segunda fase. Em 1937 retoma então o paisagismo, embora com outro domínio técnico. Em 1939 termina o curso de Pintura e, em 1940, o trabalho de tese Paisagem com animais obtém 20 valores. Morre dois anos mais tarde com tuberculose. Encontra-se representado em Portugal no Museu Nacional Soares dos Reis, Porto.
Como referenciar: Alvarez Dominguez in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-05-27 04:21:37]. Disponível na Internet: