Amenhotep II

Sétimo governante da XVIII Dinastia, nascido com o nome de Amenhotep ("Amon está contente", em grego Amenófis), tomou o prenome de Akheperure ("As manifestações de Rè são grandes") quando subiu ao trono. Filho de Tutmósis III e de Meritra-Hatshepsut, terá sido corregente do seu pai durante os últimos anos do reinado deste. A sua educação, decorrida em Mênfis, foi orientada por ex-militares e valorizou sobretudo o desenvolvimento das capacidades físicas. São muitas as representações deste rei que o mostram em plena prática de desportos, notabilizando-se aquelas que glorificam o feito de atirar flechas para um escudo enquanto dirigia o carro com as rédeas dos cavalos presas à cintura.
Terá reinado em anos aproximados aos que medeiam os anos 1438 e 1412 a. C.
Amenhotep II enviou algumas expedições militares à Síria para sufocar revoltas que lá surgiram, cujo relato se encontra em estelas de Carnac, Mênfis e Amada. Além de ter efetuado campanhas contra os Mitânios na Ásia, também foi necessário estabelecer a paz na Núbia, que entretanto se sublevara. No nono ano do seu reinado realizou uma outra expedição, desta vez à Palestina. Durante o seu reinado viveu-se geralmente em clima de paz e de prosperidade, procedendo-se à construção de uma grande quantidade de monumentos. Alguns deles encontram-se em Elefantina, Sehel, Qasr Ibrim, Sai, Cumma, Elkab, Gizé, Heliópolis, Uronarti, Pnub, Gebel el-Silsila, Carnac, Medamud e Tebas. Em Carnac foram construídos templos dedicados a Amon, um dos quais mais tarde recebeu a invocação do deus Montu. O seu templo funerário e o seu túmulo decorado com pinturas foram construídos em Tebas, no Vale dos Reis, e além de terem sido encontrados o seu sarcófago e múmia também lá estavam as múmias de faraós como Merenptah, Amenhotep III, Seti II e Tutmósis IV.
Registou-se a existência de um elevado número de príncipes, filhos de Amenhotep II, entre os quais Ahmose, Tutmósis, Khaemwaset, Amenhotep, Nedjem e Webensenu.
Como referenciar: Porto Editora – Amenhotep II na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-28 17:33:28]. Disponível em