Ang Lee

Realizador chinês, Ang Lee nasceu em Pingtung, a 23 de outubro de 1954. Os seus avós foram executados durante a revolução comunista por serem proprietários de terras, obrigando o pai de Lee a refugiar-se em Taiwan. Em 1973, abandonou os pais para ir estudar interpretação. Em 1978, teve direito a uma bolsa de estudo e partiu para os Estados Unidos, para estudar Teatro na Universidade de Illinois. Quatro anos depois, obteve o diploma e partiu para Nova Iorque, para obter uma pós-graduação em Produção Cinematográfica. Aí, colaborou no filme de Spike Lee Joe's Bed-Sty Barbershop (1982) e teve oportunidade de realizar duas curtas-metragens: Dim Lake (1983) e Fine Line (1984), que obtiveram diversos prémios em festivais norte-americanos.
Durante os cinco anos seguintes, Lee tentou obter apoios para filmar uma longa-metragem, mas a falta de patrocínios levou-o a regressar a Taiwan. Em 1990, enviou dois guiões para um concurso público e obteve os dois primeiros lugares. Com a ajuda do Estado, filmou Tui Shou (1992), um drama sobre o choque de culturas que se estabelece quando um homem de meia-idade vai viver com o seu filho num bairro suburbano de Nova Iorque. Seguiu-se Hai Yen (1993), uma comédia centrada na figura de um homossexual que tenta esconder dos pais a sua verdadeira sexualidade, arranjando um casamento de conveniência com uma imigrante chinesa.
No ano seguinte, dirigiu Eat Drink Man Woman (Comer Beber Homem Mulher, 1994), a história de um chefe de cozinha da Ilha Formosa que sente que perdeu os seus dotes culinários e decide tentar uma reconciliação com as suas três filhas de quem se havia separado. O filme teve um grande sucesso comercial, mesmo nos Estados Unidos, muito devido à nomeação para o Óscar de Melhor Filme Estrangeiro que obteve.
Choveram os convites para Lee filmar em Hollywood, tendo o realizador optado por adaptar para cinema Sense and Sensibility (Sensibilidade e Bom Senso, 1995), a partir do romance homónimo de Jane Austen. O filme, protagonizado por Emma Thompson, Kate Winslet e Hugh Grant, lançou um olhar satírico sobre os costumes sociais da Inglaterra vitoriana e recebeu sete nomeações para Óscar, tendo vencido na categoria de Melhor Argumento Adaptado.
O seu título seguinte foi The Ice Storm (A Tempestade de Gelo, 1997), uma crónica sobre a sociedade americana e o despertar da sexualidade nos anos 70. Interpretado por Kevin Kline, Tobey Maguire, Joan Allen, Christina Ricci e Sigourney Weaver, o filme obteve críticas favoráveis mas uma medíocre carreira comercial. Ride With the Devil (Cavalgar Com o Diabo, 1999), desenrolado durante o período da Guerra Civil americana, demonstrou uma preocupação com o rigor histórico, mas foi um tremendo fiasco de bilheteira, muito devido à pouca qualidade do argumento. Apesar disso, Lee conseguiu ganhar a confiança dos produtores e partiu para Taiwan para pôr em prática um velho projeto de infância: Wo Hu Cang Long (O Tigre e o Dragão, 2000), uma simbiose entre o drama romântico e o filme de artes marciais, protagonizado por Chow Yun-Fat e Michelle Yeoh, tendo arrecado dez nomeações para Óscar, entre as quais Melhor Filme e Melhor Realizador.
Em 2003, realizou inesperadamente um dos maiores blockbusters de verão: Hulk, adaptado da famosa banda desenhada da Marvel, com Eric Bana, Jennifer Connelly e Nick Nolte; e em 2005 surpreendeu o grande público com o western Brokeback Mountain (O Segredo de Brokeback Mountain), um romance homossexual entre dois cowboys, protagonizado por Heath Ledger e Jake Gyllenhaal. Este filme acabaria por ser distinguido com quatro dos sete Globos de Ouro a que se tinha candidatado - Melhor Filme, Melhor Realizador, Melhor Canção Original e Melhor Argumento -, e três dos oito Óscares para que tinha sido nomeado - Melhor Realizador (o próprio Ang Lee), Melhor Argumento Adaptado e Melhor Banda Sonora Original.
Como referenciar: Porto Editora – Ang Lee na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-27 12:16:08]. Disponível em