Anne Bancroft

Atriz norte-americana, de nome verdadeiro Anna Maria Louisa Italiano, nasceu a 17 de setembro de 1931, em Nova Iorque, e morreu, na mesma cidade, a 6 de junho de 2005, vítima de cancro. Aos quatro anos começou a ter aulas de dança e de representação. Estreou-se no cinema em 1952, no filme Don't Bother to Knock (Os Meus Lábios Queimam, 1952), protagonizado por Marilyn Monroe e fez parte do elenco de cerca de 16 filmes até 1958, mas os papéis que lhe foram atribuídos não a satisfizeram. Deixou Hollywood e voltou-se para a Broadway, onde ficou durante cinco anos. Foi nos palcos que o seu talento foi reconhecido, sendo laureada com dois prémios, um dos quais pelo seu desempenho no papel de Annie Sullivan, a tutora da menina cega e surda-muda Helen Keller, na peça The Miracle Worker (O Milagre de Ann Sullivan). Com este triunfo, Anne regressou a Hollywood para desempenhar o mesmo papel mas, desta feita, no grande ecrã. O filme teve o mesmo nome da peça de teatro e estreou em 1962. A sua interpretação valeu-lhe o Óscar para Melhor Atriz, suplantando nomes como Bette Davis e Katherine Hepburn. Em 1964, o ano em que casou com Mel Brooks, voltou a ser nomeada para os Óscares pelo seu desempenho no drama emocional de produção britânica The Pumpkin Eater (Discussão no Quarto,1964), pelo qual recebeu o Prémio pela Melhor Interpretação Feminina no Festival de Cannes. Em 1966, protagonizou o último filme do aclamado realizador John Ford, Seven Women (Sete Mulheres, 1966). Quando parecia talhada para representar grandes dramas, voltou a brilhar numa comédia de Mike Nichols, The Graduate (A Primeira Noite, 1967), ao lado de Dustin Hoffman, e voltou a ser nomeada para os Óscares. Durante os anos 70 e 80, desempenhou papéis cómicos e dramáticos, destacando-se os filmes Jesus of Nazareth (Jesus de Nazaré, 1977), de Franco Zeffireli, onde desempenhou o papel de Maria Madalena, The Elephant Man (O Homem Elefante, 1980), de David Lynch, To Be or Not To Be (Ser ou Não Ser,1983), a versão da comédia de Ernst Lubitsch de 1942, cujos protagonistas são Anne e o marido, Agnes of God (Agnes de Deus, 1985), onde contracenou com Jane Fonda, no papel da madre superiora, pelo qual recebeu mais uma nomeação para o Óscar de Melhor Atriz.
Nos anos noventa e seguintes, a atriz continuou a aparecer no grande ecrã, em filmes como Mr. Jones (1993), cujo protagonista é Richard Gere, Point of No Return (A Assassina, 1933), versão americana do filme francês de Luc Besson Nikita (1990), Home for Holidays (Fim de Semana em Família,1995), realizado por Jodie Foster, G.I. Jane (1997), Antz (A Formiga Z, 1998), o filme animado em que deu voz à Rainha, Great Expectations (Grandes Esperanças, 1998), uma versão moderna do romance de Dickens com Gwyneth Paltrow, Up At the Villa (Paixão em Florença, 2000) e Keeping the Faith (Sedutora Tentação, 2000).
Como referenciar: Anne Bancroft in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-27 13:08:19]. Disponível na Internet: