Anthony Eden

Político britânico, nascido em 1897 e falecido em 1977, foi deputado conservador desde 1923, várias vezes ministro, nomeadamente ministro para os Assuntos da Sociedade das Nações, ministro dos Negócios Estrangeiros entre 1935 e 1938, ministro dos Domínios, ministro da Guerra e novamente ministro dos Negócios Estrangeiros durante a Segunda Guerra Mundial. Durante o seu primeiro mandato como ministro dos Negócios Estrangeiros apresentou a sua demissão como protesto contra o apaziguamento em relação à Alemanha e à Itália em 1938.
Após a Segunda Guerra Mundial participou na Conferência de São Francisco. Em 1951 acumulou as funções de vice-primeiro-ministro e ministro dos Negócios Estrangeiros. Em 1954, colaborou no fim da guerra da Indochina, na Conferência de Genebra e na criação da SEATO (Organização do Tratado do Sudoeste Asiático).
Finalmente, foi eleito primeiro-ministro em 1955, substituindo Churchill. Durante o seu mandato, deu-se a crise do Suez, em que a Inglaterra se viu envolvida por ser um dos principais acionistas do canal de Suez, sentindo-se fortemente prejudicada com a nacionalização deste canal pelo Egito. Esteve, então, envolvido num ataque ao Egito juntamente com a França e Israel, acabando por terem de se retirar do território, sob pressão dos Estados Unidos da América. Em 1957, Eden, alegando problemas de saúde, demitiu-se de primeiro-ministro.
Como referenciar: Anthony Eden in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-02-18 23:36:25]. Disponível na Internet: