Artigos de apoio

Anthony Hopkins
Ator de teatro e de cinema britânico nascido a 31 de dezembro de 1937, na aldeia de Port Talbot, no País de Gales, filho único dum casal de padeiros. Quando acabou os estudos liceais, trabalhou como mineiro para poder sustentar o sonho de ser ator. Aos 20 anos, matriculou-se na Royal Academy of Dramatic Art de Londres, tendo feito a sua estreia teatral em 1960, integrando o elenco da peça The Quare Fellow. Lentamente, continuou a sua ascensão e estreou-se cinematograficamente no obscuro The White Bus (1967) que teve uma discreta exibição comercial. Contudo, Peter O' Toole reparou no seu talento e convidou-o para desempenhar o papel de Ricardo Coração de Leão em The Lion in Winter (Um Leão no inverno, 1968). Nas décadas de 70 e 80, dedicou-se quase em exclusivo à televisão e ao teatro, tendo alcançado um retumbante êxito na Broadway com a peça Equus (1974), tendo no entanto sido preterido a favor de Richard Burton, aquando da adaptação cinematográfica da mesma peça. David Lynch confiou nas suas capacidades para protagonizar The Elephant Man (O Homem Elefante, 1980) e, no ano seguinte, venceu um Emmy pela sua personificação de Adolf Hitler em The Bunker (1981). Mas a consagração só chegaria na década seguinte com a interpretação do assassino em série Hannibal Lecter, em The Silence of the Lambs (O Silêncio dos Inocentes, 1991). O carisma da personagem, aliada a uma portentosa interpretação plena de versatilidade, foi justamente recompensado com o Óscar para Melhor Ator. O acolhimento de Lecter junto do público foi tão grande que Hopkins voltou a interpretá-lo por mais duas ocasiões: em Hannibal (2001) e Red Dragon (Dragão Vermelho, 2002). Hopkins interpretou também dois projetos bem sucedidos de James Ivory: Howards End (Regresso a Howards End, 1992) e The Remains of the Day (Os Despojos do Dia, 1993). Pela prestação no último, recebeu uma nomeação para o Óscar de Melhor Ator, nomeação essa que veio a repetir pelo seu brilhante desempenho do atormentado Presidente dos E.U.A., Richard Nixon, em Nixon (1995). Desde então, Hopkins marcou presença nas grandes produções de Hollywood, acumulando sucessos como Legends of the Fall (Lendas de Paixão, 1995); Amistad (1997); The Mask of Zorro (A Máscara de Zorro, 1998); Hearts in Atlantis (Corações na Atlântida, 2001); Bad Company (Más Companhias, 2002); The Human Stain (Culpa Humana, 2003); Alexander (Alexandre, O Grande, 2004); Proof (Proof - Entre o Génio e a Loucura, 2005); e The World's Fastest Indian (2005).
Na cerimónia de entrega dos Globos de Ouro de 2005, Anthony Hopkins recebeu, pela sua carreira, o prémio Cecil B. DeMille.
Como referenciar: Anthony Hopkins in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-12-12 00:58:50]. Disponível na Internet: