Antilhas Holandesas


Geografia

Território holandês no mar das Caraíbas, constituído por dois grupos de ilhas: Bonaire e Curaçau, a norte da Venezuela; Saba, Sint Eustatius e a parte meridional de Sint Maarten, a leste das ilhas Virgens. Abrange uma área total de 960 km2. A capital, Willemstad, situa-se na ilha de Curaçau e tem uma população de 61 800 habitantes. O centro, o porto e a área histórica da cidade foram classificados Património da Humanidade em 1997.
O natural ou habitante das Antilhas Holandesas denomina-se antilhano. Clima
O clima é tropical seco, com uma temperatura média anual de 27 oC.

Economia
No grupo sul das Antilhas Holandesas encontram-se vários portos naturais que dispõem de refinarias de petróleo que são abastecidas pelos petroleiros vindos da Venezuela. A refinação de petróleo constitui, por isso, a base da economia, especialmente, de Curaçau.
Os incentivos fiscais por parte do governo encorajaram o desenvolvimento do turismo, que é o maior negócio de todas as cinco ilhas. A estabilidade política criou um território muito atrativo ao investimento estrangeiro. Willemstad, a capital, tornou-se no maior centro financeiro das Caraíbas. A agricultura é limitada pela falta de chuva. A maior parte dos produtos alimentares são importados e a água potável é conseguida por destilação. Os únicos recursos naturais do território são os fosfatos e o sal.

População
A população é de 221 736 habitantes (est. 2006). A taxa de natalidade é de 14,78%o e a taxa de mortalidade é de 6,45%o. A esperança média de vida atinge 76,03 anos. Estima-se que em 2025 a população seja de 249 000 habitantes. Os mestiços negros, com 85% do total da população, constituem o grupo étnico maioritário, seguindo-se-lhes os ameríndios do Carib, os brancos e os asiáticos. A língua oficial é o holandês; também se fala o inglês, o castelhano e o papiamento (dialeto de espanhol, português, holandês e inglês). As religiões maioritárias são a católica e a protestante.
História
Na posse da Holanda desde 1634, as cinco ilhas (mais a ilha de Aruba) formaram oficialmente as Antilhas Holandesas. A emancipação dos escravos em 1863 prejudicou fortemente a economia de Curaçau, uma vez que esta detinha o controlo do comércio de escravos na região. Em 1954, com a abolição do estatuto colonial, as ilhas passaram a gozar de uma autonomia total no que respeita a assuntos internos. Entre 1970 e 1980 surgiram vários movimentos a favor da independência.
Como referenciar: Antilhas Holandesas in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-11 16:43:30]. Disponível na Internet: