Antoine Bourdelle

Escultor francês, Émile-Antoine Bourdelle nasceu a 30 de outubro de 1861, em Montauban, na região de Midi-Pyrénées, França.
Em 1874, abandonou a escola e, depois de trabalhar uma temporada com o pai (marceneiro de profissão), ingressou na Escola de Belas Artes, em Toulouse, em 1876. Em 1884, foi para Paris, graças a uma bolsa de estudo que lhe permitiu frequentar a Escola de Belas Artes de Paris. Na capital francesa, instalou um atelier e começou a expor os seus trabalhos. Entre 1893 e 1908, foi assistente do famoso escultor Rodin cuja influência foi consideravelmente grande. Fundador e vice-presidente do Salão das Tulherias, em Paris, recebeu o título de Comendador da Legião de Honra, em 1924.
Antoine Bourdelle inspirou-se sobretudo nas linhas clássicas e puras da Antiguidade, tal como se verifica no famoso bronze Heracles Arqueiro (1909), mas também em Penélope (1907) e em Centauro Moribundo (1911). Para além disso, interessou-se pela relação entre a escultura e arquitetura e tornou-se num dos pioneiros do século XX em escultura monumental da qual se destaca os trabalhos Apolo e a sua Meditação, relevos da fachada do Teatro dos Campos Elísios e o friso O Nascimento de Afrodite do teatro de Marselha. O artista esculpiu ainda vários bustos, como o de Rodin, o de Anatole France e o de Beethoven, entre outros. O seu trabalho tornou-se mundialmente conhecido e vários foram os alunos que vieram de todo o mundo para serem seus assistentes, como é o caso de Alberto Giacometti (Suíça), Thanassis Apartis (Grécia), Helen Wilson (Estados Unidos da América), Germaine Richier (França), Bror Hjorth (Suécia) entre outros.
Antoine Bourdelle faleceu a 1 de outubro de 1929, em Vésinet, perto de Paris e foi enterrado no Cemitério de Montparnasse (Paris). A sua casa e atelier, em Paris, foram convertidos no museu Antoine Bourdelle.
Como referenciar: Antoine Bourdelle in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-07-22 01:01:15]. Disponível na Internet: