António Braz Teixeira

Historiador filosófico e professor universitário português, António Manuel da Assunção Braz Teixeira nasceu em 1936, em Lisboa.
Formou-se em Direito pela Universidade de Lisboa, onde iniciou também a sua carreira como professor, tendo posteriormente passado a exercer as funções de docente, na Universidade Autónoma de Lisboa e na Universidade Internacional, também na capital portuguesa. Para além disso, desempenhou funções políticas, tendo sido secretário de Estado da presidência do Conselho de Ministros, em 1980, e secretário de Estado da Cultura, em 1981. Foi também diretor do Teatro D. Maria II e vice-presidente do Conselho de Gerência da Radiotelevisão Portuguesa (RTP). Desde 1992 é presidente da Imprensa Nacional da Casa da Moeda, onde procura divulgar a obra dos pensadores portugueses e a cultura brasileira.
Como historiador, valoriza a historiografia das ideias filosóficas e jurídicas portuguesas, tendo criado a revista Cultura Portuguesa e Nomos - Revista Portuguesa de Filosofia do Direito e do Estado. António Braz Teixeira é um grande impulsionador do diálogo entre Portugal e Brasil, como um dos principais elementos que contribuiu para a criação do Instituto de Filosofia Luso-Brasileira, em 1991, em Lisboa. Dinamizou a realização, em Portugal, de uma bianual dos colóquios "Tobias Barreto", com o objetivo de aprofundar os conhecimentos sobre os pensadores brasileiros e respetivas relações com a cultura portuguesa.
Membro de várias instituições e sociedades de investigação científica, colabora também em diversos ensaios e artigos filosóficos sobre a historiografia das ideias. Das publicações períodicas em que participou, destaca-se, entre muitas, a Revista Brasileira de Filosofia, Revista Portuguesa de Filosofia, Nova Renascença, Didaskalia, Reflexão, Ciências Humanas. Das inúmeras obras publicadas salientam-se A Guerra Justa em Portugal (1955), O Pensamento Filosófico-Jurídico Português (1983), Caminhos e Figuras da Filosofia do Direito Luso-Brasileiro (1991), Deus, o Mal e a Saudade: Estudos sobre o Pensamento Português e Luso-Brasileiro Contemporâneo (1993), Espelho da Razão: Estudos sobre o Pensamento Filosófico Brasileiro (1997). A obra deste estudioso português foi objeto de análise, por parte de Leonardo Prota, no 7.º Encontro de Professores e Pesquisadores de Filosofia Brasileira, no Brasil, em 2001.
Como referenciar: António Braz Teixeira in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-19 11:22:48]. Disponível na Internet: