Artigos de apoio

António Charrua
Artista plástico português, nasceu em 1925, em Lisboa, e faleceu a 21 de agosto de 2008, em Évora. Nesta cidade frequentou o curso de Arquitetura que acabou por abandonar. Realizou a sua primeira exposição em 1953, no Porto, e, desde aí, expôs regularmente, trabalhando em várias áreas: na pintura, no desenho, na gravura, na cerâmica, e também na escultura.
A sua pintura, num primeiro período, caracterizou-se por uma busca estrutural da figura, de eixos verticais muito marcados. Mais tarde, estes eixos serviram de apoio estrutural no processo de abstracionismo ao qual se dedicou a partir dos finais dos anos cinquenta. Mas, ao longo da seguinte década, António Charrua explorou as possibilidades expressionistas do informalismo, contrastando listas de cores puras com zonas castanhas ou cinzentas. O passo seguinte foi a introdução de colagens e objetos combinados com pintura. Estas colagens e objetos, realizados nos anos sessenta, referiam lutas políticas, como a Guerra Civil de Espanha ou ao Vietname, o que reflete a inquietação causada pelas guerras que também Portugal sustentava em África e das quais não se podia falar abertamente. Charrua assimilou diversas influências que se refletem na sua obra, entre as quais Resende, Vedova ou Rauschenberg, assimilações essas que o conduzem a uma pintura forte e comunicativa.

Como referenciar: António Charrua in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-07-27 07:49:55]. Disponível na Internet: