António Domingues

Pintor português, um dos fundadores do movimento surrealista no nosso país, morreu a 14 de agosto de 2004, com 84 anos.
Na sua juventude estudou à noite, enquanto de dia negociava em ferro e era maquetista numa litografia.
Em 1946 alistou-se no Partido Comunista Português, então na clandestinidade. Dedicou-se, então, em paralelo à política e à pintura, tendo começado por participar na Bienal de Artes Plásticas. Foi um dos fundadores do Grupo Surrealista de Lisboa, juntamente com Leonel Rodrigues, Moniz Pereira, Marcelino Vespereira, Alexandre O'Neill, Mário Cesariny e Cruzeiro Seixas, entre outros.
Para além de exposições em Portugal, muitas das suas obras estiveram diversas vezes presentes em mostras em Espanha, na União Soviética e na República Democrática Alemã.
Por altura da sua morte, já tinha obras suas espalhadas por coleções em todo o mundo.
Como referenciar: António Domingues in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-10-21 23:18:27]. Disponível na Internet: