António Hespanha

Historiador português nascido em 1945, em Coimbra, cidade onde se licenciou em 1967, em Direito. António Hespanha estudou na Faculdade de Direito de Coimbra por tradição familiar, embora não fosse esse o curso que pretendia tirar. Posteriormente, em 1986, Hespanha fez um doutoramento em História e Política Institucional Europeia.
Hespanha encetou, em simultâneo, as carreiras de docente e investigador, tendo passado pelo Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, pelo Departamento de Direito da Universidade Autónoma Luís de Camões, pelo Departamento de História da Universidade Nova de Lisboa e pela Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra.
Entretanto, em 1974 e 1975 foi diretor-geral do Ensino Superior, passando a inspetor-geral do Ministério da Educação em 1976, tendo desempenhado funções até 1986. Foi também membro de diversas associações portuguesas e estrangeiras, assim como consultor em vários projetos europeus.
Em 1995 António Hespanha tomou posse como Comissário-Geral das Comemorações dos Descobrimentos Portugueses.
Considerado um dos maiores estudiosos das instituições portuguesas do século XVII, já depois do ano 2000 dedicou-se especialmente ao estudo do século XIX, à história constitucional e à teoria do Direito. António Hespanha tornou-se num dos historiadores mais citados internacionalmente.
Ao longo da sua carreira, Hespanha escreveu e publicou mais de oitenta artigos e livros sobre História, direito, história institucional e política em países como Portugal, Espanha, França, Bélgica, Suécia, Alemanha e Itália. Também participou em conferências e seminários em Portugal, Espanha, França, Itália, Reino Unido, Suécia, Alemanha, Brasil e Estados Unidos da América.
Em 1999 foi nomeado Cavaleiro da ordem Militar de Santiago pelo Presidente da República, Jorge Sampaio.
A 26 de janeiro de 2005 António Hespanha foi anunciado como um dos vencedores do Prémio Totta/Universidade de Coimbra, a par do ator Luís Miguel Cintra. Este prémio é atribuído a personalidades de grande mérito que não tenham muita visibilidade e pretende também chamar a atenção para determinadas áreas científicas. O prémio foi entregue a 1 de março desse ano, o dia da Universidade de Coimbra.
Como referenciar: António Hespanha in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-11-20 11:13:42]. Disponível na Internet: