Antonio Maria Fior

Aluno do matemático italiano Scipione del Ferro, nascido em Veneza. Embora sejam escassos os dados biográficos sobre Antonio Maria Fior, sabe-se que terá sido um dos alunos, juntamente com Annibale Della Nave, a quem del Ferro terá revelado, pouco antes de morrer, a forma de resolução das equações de 3.º grau. Consciente da detenção de um segredo, assim o conservou até que, num concurso público, teve oportunidade de confrontar-se com Niccolo Fontana, um dos maiores matemáticos italianos do seu tempo, desafiando-o a resolver uma série de equações. Niccolo Fontana, também conhecido por Tartaglia, não desistiu e conseguiu resolver todos os problemas propostos, ao passo que Fior se revelou incapaz de resolver as questões sugeridas pelo seu oponente. Tomando conhecimento desta vitória, o médico e matemático Girolamo Cardano persuadiu Niccolo Fontana a ensinar-lhe a regra de resolução das equações de 3.º grau, prometendo, em troca, segredo. No entanto, quando descobriu que tal resolução existia já há cerca de 30 anos, inventada por del Ferro, quebrou a promessa feita a Niccolo Tartaglia e, no seu livro Ars Magna, de 1545, revelou a verdadeira autoria da solução, o matemático bolonhês Scipione del Ferro.
Como referenciar: Antonio Maria Fior in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2021. [consult. 2021-03-04 22:32:03]. Disponível na Internet: