Artigos de apoio

António Rebordão Navarro
Poeta e ficcionista, nascido em 1933, formado em Direito pela Universidade de Coimbra, chegou a exercer a advocacia, antes de ocupar o cargo de diretor literário de uma casa editora. Editou a correspondência de Fernando Pessoa a Armando Cortes-Rodrigues e a antologia da Poesia de Jorge de Lima (1964); organizou as antologias Água Clara: Poetas em Vila Viçosa (com Orlando Neves), em 1987, e Poetas Escolhem Poetas (1992). Entre os anos 50 e 60, dirigiu as revistas Bandarra (1953-64) e Notícias do Bloqueio (1957-1962), publicando nas edições desta última o volume de poesia O Dia Dentro da Noite. Inserida no corpus poético de uma segunda geração neorrealista, incluída, por seu turno, de forma mais ampla, na Geração de 50, a poesia de António Rebordão Navarro inscreve-se numa intenção realista, especialmente atenta ao quotidiano urbano ("Não saibas tu de cor os meus poemas/ mas vê antes nas ruas e nos barcos/ no fumo dos cafés, nos bancos de avenida/ a poesia que eu quero"), às tragédias de seres anónimos, movida por um intuito de denúncia ou de chamada de atenção irónica que visa com frequência a indiferença do homem face ao seu semelhante, seja um suicida desconhecido, seja uma das vítimas do terror nazi, como Anne Frank. Dedicando-se, a partir dos anos 60, à ficção, os seus romances nascem da continuidade com a escrita poética, partindo da mesma condição de deambulação urbana para a captação satírica de atmosferas sociais, provincianas ou portuenses.
Como referenciar: António Rebordão Navarro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-24 10:54:35]. Disponível na Internet: