António Xavier Correia Barreto

Militar, político e reformador português, António Xavier Correia Barreto, nasceu a 5 de fevereiro de 1853, em Lisboa.
Integrou voluntariamente, aos 17 anos, o Regime de Infantaria n.º 16, tendo permanecido como soldado entre 1870 e 1874, data em que foi promovido a alferes-aluno da Arma de Artilharia, passando, mais tarde, para o Regimento de Artilharia n.º 1. Foi promovido progressivamente até atingir o posto de general, em 1914. Nesse período de tempo, prosseguiu os estudos na Escola Politécnica, sendo aluno de António Augusto de Aguiar, a quem dedicou o seu manual de Química, Elementos de Química Moderna (1874). Depois pediu transferência para a Escola do Exército, por forma a concluir o Curso da Arma de Artilharia. Como capitão, ficou encarregado de criar munições com pólvora, sem produção de fumo. O resultado foi bastante razoável, ficando a pólvora conhecida por "pólvora Barreto". Em seguida, foi criada uma fábrica de pólvora, da qual se tornou diretor e depois foi designado para o Conselho de Administração Militar e para o Depósito Central de Fardamentos. António Xavier Correia Barreto desenvolveu, ainda, um importante papel na educação e instrução da reforma das Forças Armadas de 1911. Para isso, criou as Escolas de Regimento ou de Corpo (escolas primárias em todos os Regimentos), criou meios de instruir recrutas e cidadãos, em reserva, e criou o Instituto Profissional dos Pupilos do Exército, vocacionado para o ensino profissional.
Como político, António Xavier Correia Barreto, que era conhecido pelas suas ideias republicanas, foi convidado pelo almirante Cândido dos Reis para a comissão organizadora da revolução de 1910. Após a revolução, foi nomeado ministro de Guerra, cargo que exerceu entre 1910 e 1911, entre 1912 e 1913 e em 1922. Para além disso, foi presidente da Câmara Municipal de Lisboa, em 1913, ocupou o cargo de senador, entre 1915 e 1926, e candidatou-se à Presidência da República, em 1915 e em 1919.
António Xavier Correia Barreto faleceu a 15 de agosto de 1939, em Lisboa.
Como referenciar: António Xavier Correia Barreto in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-09-22 21:15:34]. Disponível na Internet: