Antony Beevor

Escritor inglês, Antony Beevor nasceu no ano de 1946, em Winchester, no condado de Hampshire. Oriundo de uma família de escritores remontando a pelo menos seis gerações, sofreu de uma deficiência óssea, que o obrigou a depender de muletas até aos sete anos de idade, o que lhe causou problemas com os colegas, que o assediavam.
Reprovando nos exames, ingressou no Colégio Militar de Sandhurst, no condado de Berkshire, talvez como uma forma de superar a sua enfermidade de criança.
Em 1968, tendo alcançado o posto de tenente no 11.º Regimento de Hussardos, foi destacado para as margens do Elba, comandando um pelotão de blindados, quando as tropas soviéticas impuseram o Tratado de Varsóvia na Checoslováquia. Abandonando o exército, Beevor começou a escrever, publicando quatro romances obscuros e não muito bem-sucedidos. Reorientando-se para a História Militar, publicou em 1982, a sua primeira obra do género, The Spanish Civil War. Baseando-se nos acontecimentos históricos da Guerra Civil Espanhola, o autor utilizava as técnicas narrativas e descritivas reminiscentes do género do romance, o que conseguiu interessar uma parte restrita do público.
Seguiu-se Crete: The Battle And The Resistance (1991), obra galardoada com o Prémio Runciman e que tratava a invasão da Ilha de Creta no âmbito da Segunda Guerra Mundial, e Paris After The Liberation 1944-1949 (1994), obra que contava com a coautoria da sua esposa, Artemis Cooper, com quem o escritor havia casado em 1986. Esta última obra valeu-lhe a investidura como Cavaleiro da Ordem das Artes e Letras pelo governo francês.
Em 1998 apareceu Stalingrad, obra dedicada à grande batalha que determinou o curso da Segunda Guerra Mundial, e na qual mais de um milhão de seres humanos perderam a vida. Recriando os acontecimentos desses sangrentos seis meses, Beevor procurou mostrar como seria a guerra do ponto de vista dos soldados, independentemente de serem russos ou alemães.
Ultrapassando em centenas de vezes o volume de vendas esperado pela editora original, a obra revelou-se controversa. Após investigação de documentos de guerra que só na década de 90 foram autorizados a circular, o autor alegou que, após a batalha, as tropas russas haviam violado cerca de dois milhões de mulheres na sua expansão para o Oeste. Recebeu por isso fortes críticas por parte do corpo diplomático russo no Reino Unido.
Em 1999 foi eleito membro da Real Sociedade de Literatura britânica e, em 2002, nomeado professor na Universidade de Cambridge. Publicou, nesse último ano, Berlin, The Downfall 1945 (2002).
Como referenciar: Antony Beevor in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2018. [consult. 2018-12-14 00:21:10]. Disponível na Internet: