Antuérpia

Antuérpia (Anvers, em francês, e Antwerpen em neerlandês) é uma cidade portuária situada no Norte da Bélgica, banhada pelo rio Escalda, e junto do mar do Norte. Possui cerca de 451 200 habitantes, integrados num aglomerado urbano de 954 900 habitantes (2004).
No decurso do século XV, o seu porto adquiriu uma grande relevância no comércio europeu, com a pioneira fundação de uma primitiva "bolsa" na cidade, que rapidamente transformou Antuérpia num dos mais bem sucedidos centros comerciais e produtores do Velho Continente. Foi, em parte, devido a estas condições que, no final de Quatrocentos e após a chegada à Índia, os Portugueses para aí transferiram a feitoria que na Idade Média mantinham em Bruges. Este facto revelou-se da maior importância para a cidade. Com os Portugueses, instalou-se igualmente uma forte colónia mercantil espanhola, passando os negócios das coroas ibéricas a fazer-se maioritariamente por aí. Assim, ao longo do século XVI, Antuérpia tornou-se um centro da "economia-mundo".
A prosperidade desta cidade prosseguiu ao longo dessa centúria, com a chegada de inúmeros judeus, expulsos de Portugal na sequência da implementação de uma política antissemítica desencadeada pelo governo português, intimamente ligado à religião católica, que nesse período se pautava pelo braço forte da Inquisição. Esta comunidade de exímios mercadores e artesãos veio enriquecer o negócio da indústria dos diamantes e, consequentemente, a própria cidade, que passou a contar com a colaboração destes artífices especializados com uma propensão natural para o trato comercial. Para além de ser um centro económico, Antuérpia era igualmente um centro cultural e intelectual. Por exemplo, aqui nasceu em 1599 o pintor flamengo Anton van Dyck. Contudo, a sua pujança foi irremediavelmente abalada pelos problemas religiosos após 1567, data em que tropas espanholas saquearam a cidade. Antuérpia foi de novo atacada em 1584, sendo, desta feita, forçada a render-se aos Espanhóis em 1585.
No século XVII, mais precisamente em 1648, foi mais uma vez lesada na sequência da Guerra dos Trinta Anos. Em questão estava o Tratado de Paz de Vestefália, que determinou o encerramento do rio Escalda à navegação, o qual foi reaberto somente em 1795 pelos Franceses.
São muito característicos desta cidade os boulevards que vieram substituir as muralhas que circundavam Antuérpia. O interior do seu núcleo histórico guarda a Catedral de Notre Dame, uma igreja gótica dos séculos XIV e XV, que constitui o maior templo da Bélgica, com a sua flecha de quase 122 metros. Das obras de arte mais significativas deste templo, destacam-se várias pinturas de Petrus Paulus Rubens, um artista que viveu a maior parte da sua vida nesta cidade.
Outros edifícios dignos de destaque são a Igreja de S. Paulo - que contém obras de Caravaggio e de Van Dyck - e a Câmara, ambos terminados no século XVI. As construções medievais estão ainda patentes no lugar do mercado público. Destacam-se também os jardins Botânico e Zoológico e o Museu de Belas Artes, onde se encontram expostas algumas das obras primas dos mestres flamengos, reconhecidos pela sua excelência na representação de pormenores pictóricos, como sejam as joias e os tecidos, que têm uma incrível semelhança com os objetos reais, para além da qualidade da cor exibida nos seus quadros.
Hoje, o porto de Antuérpia conserva a sua posição de grande porto europeu, ligado pelo canal Albert às cidades industriais do Sudeste da Bélgica, como é o caso de Liège, coração industrial belga. A Alemanha é também um dos parceiros privilegiados do seu comércio.
O desenvolvimento da moderna cidade de Antuérpia foi iniciado em 1863, quando os Belgas resgataram os seus direitos de navegação em virtude de um pagamento em dinheiro feito aos Holandeses. Na história mais recente, Antuérpia foi ocupada pelos Alemães durante a Segunda Guerra Mundial até setembro de 1944, altura em que se tornou uma base dos Aliados, sendo por isso intensamente bombardeada.
Atualmente, é uma referência na indústria do corte e da lapidação de diamantes, assim como na construção naval e na manufatura de produtos de metal, entre outras atividade do setor secundário.
Antuérpia foi designada Capital Europeia da Cultura para o ano de 1993.
Como referenciar: Antuérpia in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-17 13:37:37]. Disponível na Internet: