arnica

Designação vulgar de plantas herbáceas da família das Asteráceas e do género Arnica.
A arnica Arnica montana é uma planta vivaz rizomatosa, cuja altura varia entre os 20 e 60 centímetros. O caule é ereto, simples, pubescente e glanduloso. As folhas são pubescentes, inteiras ou subinteiras, com as folhas da base reunidas em roseta, ovadas ou lanceoladas, sendo as caulinares de menor tamanho e, geralmente, opostas. As flores, de cor amarelo-alaranjada, agregam-se em grandes capítulos isolados, com quatro a seis centímetros de diâmetro, e invólucros de brácteas lanceoladas, bisseriadas. As flores do disco são hermafroditas e de corola tubulosa e as flores das margens são femininas, de corola ligulada. A floração ocorre entre abril e julho.
O fruto é um aquénio, com papilho de pelos numerosos e simples. O rizoma e principalmente os capítulos são utilizados na preparação da tintura de arnica, utilizada diluída em água para tratar traumatismos.
A arnica, devido à sua utilização na medicina popular, tem desaparecido nas várias regiões, sendo estritamente protegida na Europa.
Na Europa, encontra-se nas montanhas e solos áridos e em Portugal nos prados e pauis de quase todo o país. É mais fácil encontrá-la entre as altitudes de seiscentos metros e dois mil e oitocentos metros.
A Arnica montana é também conhecida por arnica-europeia, craveiro-dos-alpes, panaceia-das-quedas e quina-dos-pobres.
Como referenciar: arnica in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-24 19:27:36]. Disponível na Internet: