Artur Corvelo

Protagonista de A Capital! (1925) de Eça de Queirós, é um jovem poeta de Oliveira de Azeméis que, depois de arrecadar uma pequena herança, decide concretizar o seu sonho de ir viver para a capital, em busca da glória literária e de uma bela mulher desconhecida, apenas entrevista na estação de Ovar. Formado nas leituras ultrarromânticas, influenciado, depois, durante a sua breve passagem por Coimbra, pelas leituras filosóficas e revolucionárias dos seus correlegionários, mas sem nunca aderir verdadeiramente à nova estética, Artur Corvelo é o paradigma do poeta romântico medíocre, figura recorrente na obra de Eça, representada, entre outros, pela personagem de Tomás de Alencar em Os Maias. Em Lisboa, Artur torna-se vítima ingénua de todo o tipo de inescrupulosos e dissipa rapidamente a sua fortuna, sem ter concretizado os seus sonhos de amor e fama.
Como referenciar: Artur Corvelo in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-07-03 20:55:33]. Disponível na Internet: