Artur Loureiro

Escultor e pintor paisagista e animalista, de nome completo de Artur José de Sousa Loureiro, nascido em 1853, no Porto, e falecido em 1932, na mesma cidade. Estudou com Silva Porto, João António Correia e, em Paris, com Alexandre Cabanel. A sua formação passou também por Roma (1876-1879), para onde foi com o apoio mecenático de Delfim Guimarães (Conde de Almedina) e ingressou no Círculo Artístico desta cidade em 1876. As suas obras estiveram expostas em paris, no Salon dos anos de 1880, 1881 e 1882. Viveu igualmente em Londres e fixou-se em Melbourne (Austrália), após ter casado com uma pintora australiana, e durante os vinte anos em que aqui permaneceu (até 1901, altura em que regressou ao Porto) lecionou desenho e pintura na Presbiterian Ladies Academy e tornou-se inspetor da Galeria Nacional de Vitória, entre outros cargos desempenhados. Quando voltou para o Porto, criou uma oficina-escola no Palácio de Cristal. Algumas das suas obras, espalhadas por museus como o Museu Regional de Évora, Museu Nacional de Arte Contemporânea, Museu Nacional de Soares dos Reis, Museu Regional Grão Vasco, Galeria de Sanderstan e Galeria Nacional de Melbourne, entre outras instituições e coleções, são: Paisagem de Vila do Conde, Castelo de Lapela, Cachorro, Barcos, Paisagem de França, Cena rústica, Brolles, França, O descanso da artista (cujo modelo é a sua mulher), Um cão de São Bernardo e A morte de Burks (que ganhou a medalha de ouro na Exposição Internacional de Londres de 1889).
Como referenciar: Artur Loureiro in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-04-20 05:48:01]. Disponível na Internet: