Artur Portela

Dramaturgo e ficcionista, nascido a 30 de setembro de 1937, em Lisboa, filho do jornalista homónimo, frequentou a Faculdade de Letras e exerceu a profissão de jornalista. Com Alfredo Margarido, introduziu teoricamente o nouveau roman em Portugal, com a obra O Novo Romance, de 1962. É na primeira metade dos anos 60 que se situa a sua estreia na ficção, inicialmente com coletâneas de contos e novelas e, posteriormente, com os romances O Código de Hamurabi (1962) e Rama, Verdadeiramente (1963), inseridos nos códigos postulados pelo novo romance. Mais tarde optou pela crónica e pela sátira, tendo-se distinguido como cronista, num estilo que mantém viva a mordacidade queirosiana.
Como referenciar: Porto Editora – Artur Portela na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-12-05 08:57:02]. Disponível em