Asius Tirawa

Deus (ou alma, mais concretamente) das estrelas, do Sol e da Lua, era o supremo deus criador do Universo venerado pelos índios norte-americanos Pawnee.
Casado com Atira, moravam no céu, assim como os demais deuses. Ele criou o Homem a partir de trovões, relâmpagos, ventos e nuvens, vestindo-os com peles e dispôs a Lua e a Estrela da Tarde (Vénus, mãe do Universo) a Oeste e o Sol e a Estrela da Manhã (um guerreiro) a Este. A Estrela Polar, a primeira a existir, ficaria a Norte, e a Sul a Estrela da Morte. Entre os quatro pontos cardeais ficariam estrelas secundárias, a sustentar o céu.
Sucessivas tempestades causadas por cânticos entoados pelos deuses deram origem aos oceanos, à terra, aos acidentes geográficos e vegetação, aos rios e à fertilidade. Os filhos das estrelas e do Sol e da Lua foram postos na terra e instruídos pelos deuses sobre a guerra, a pintura, o fogo, o modo de fazer germinar sementes, a fala, a cozinha e os rituais sacrificiais. O chefe dos homens mandou fazer uma representação do céu na terra, num enorme campo de forma redonda. Os homens são mortais por o Coiote ter também morrido, na luta contra as constelações. Depois de tudo morrer à face da terra a Lua ficará vermelha, o Sol desaparecerá e os homens irão pela Via Láctea para o céu.
Como referenciar: Porto Editora – Asius Tirawa na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-09-19 13:27:33]. Disponível em