Associação Naval 1.º de maio

A Associação Naval 1.º de maio foi fundada a 1 de maio de 1893, na Figueira da Foz, em comemoração do Dia Mundial do Trabalho, já que teve origem na classe operária. Para além de ser uma coletividade desportiva, a associação tinha por fim apoiar os mais desfavorecidos e, dessa forma, distribuía alimentos e auxiliava as famílias das pessoas ligadas às atividades marítimas.
De início, as modalidades onde a Naval se envolveu foram o remo, a primeira de todas, a vela e a natação. Mais tarde, aderiu à ginástica, natação, esgrima, voleibol, atletismo, pesca, ténis de mesa, tiro e basquetebol.
O futebol, que viria a ser a modalidade mais representativa da associação figueirense, surgiu em 1919, mas só em 2005 a Naval chegou à I Liga portuguesa.
O futebol desenvolveu-se, essencialmente, após a chegada de Aprígio Santos à presidência do clube, embora o remo se mantivesse como uma das modalidades mais importantes.
Assim, no futebol, em 1998/99 a Naval chegou pela primeira vez à II Liga. Em 2002/03, quando era treinada por Álvaro Magalhães, a Naval perdeu a possibilidade de subir ao escalão máximo na última jornada, acabando por ficar no quarto posto. Nesse mesmo ano, conseguiu um brilharete na Taça de Portugal, onde chegou às meias-finais.
A subida à Primeira Liga tornou-se realidade com o segundo lugar alcançado em 2004/05, sob a orientação do técnico Rogério Gonçalves.
Paralelamente, a Naval apostou nos escalões jovens e passou a ter equipas de futebol em todos escalões de formação.
A equipa utiliza nos seus jogos o Estádio Municipal José Bento Pessoa, da Câmara da Figueira da Foz, que foi inaugurado em 1953 e tem capacidade para dez mil pessoas.
À data da sua fundação, 1893, as cores do equipamento da Naval 1.º de maio eram o azul e o branco. Contudo, após a participação, na capital, em 1911, na Taça Lisboa em Remo estas cores foram contestadas por pessoas afetas à República, implantada no ano anterior em Portugal. O azul e o branco eram as cores da bandeira da monarquia. Por esse motivo foi convocada uma assembleia-geral do clube, onde os sócios aprovaram a alteração do equipamento para verde e branco, cores que se mantiveram até à atualidade.
A 4 de julho de 1997 um incêndio deflagrou na sede da Naval 1.º de maio e vários troféus da associação foram destruídos.
Como referenciar: Porto Editora – Associação Naval 1.º de maio na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-06-14 03:14:24]. Disponível em