autorregulação hormonal

Mecanismo de controlo hormonal em que é o nível de uma determinada hormona no sangue que regula o sistema responsável pela sua produção. Existindo mais ou menos estruturas e/ou produtos envolvidos na produção de uma hormona, este mecanismo autorregula-se de forma a que o nível sanguíneo da hormona seja sempre o necessário em função das necessidades do organismo naquele momento.
Tome-se como exemplo a regulação hormonal do sistema reprodutor masculino: após a puberdade o hipotálamo estimula a hipófise a produzir as hormonas LH e FSH (gonadotrofinas) que vão atuar sobre os testículos - gónadas - para a produção de androgénios, particularmente testosterona, e para a espermatogénese, respetivamente. Uma elevada concentração de testosterona atua sobre o hipotálamo que deixa de estimular a hipófise que diminui a produção de gonadotrofinas que, ao não atuarem sobre os testículos, diminuem a produção de testosterona. A concentração baixa de testosterona estimula, por sua vez, o hipotálamo a produzir a hormona libertadora de gonadotrofinas (GnRH) que induz a hipófise a produzir as gonadotrofinas que vão atuar sobre os testículos para produzir mais testosterona. Este processo, em que a secreção de gonadotrofinas aumenta ou diminui em função da diminuição ou aumento de testosterona, respetivamente, repete-se continuamente mantendo, assim, o equilíbrio do sistema.
Como referenciar: autorregulação hormonal in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-08 11:16:50]. Disponível na Internet: