Basílica de S. Francisco de Assis

O complexo da basílica gótica de Assis (Itália) compõe-se de duas igrejas sobrepostas, a inferior (1228-1230) e a superior (1230-1253), bem como de uma cripta, escavada em 1818, com o túmulo de S. Francisco.
O acesso à primeira faz-se por uma praça inferior, delimitada por um pórtico do século XV. O belo portal duplo é encimado por três rosáceas. A planta é em duplo T. A basílica inferior foi decorada pelos maiores pintores dos séculos XIII e XIV: Cimabue, Giotto, Lorenzetti, Simone Martini. De qualidade ímpar são os vitrais de Giovanni di Bonino e Puccio Capanna.
Quanto à basílica superior, de uma só nave, é famosa pelos frescos de Giotto, ilustrando a vida do Santo. Para além destes, aí pontificam também obras de Cimabue, Cavallini, Torriti e um coro de finais do século XV.
No Sacro Convento, atrás das basílicas, também admirável é o tesouro, com raros códices iluminados, relicários e alfaias religiosas, entre outros.
Assis, a Basílica de S. Francisco e outros Lugares Franciscanos formam um conjunto classificado Património Mundial pela UNESCO.
Como referenciar: Porto Editora – Basílica de S. Francisco de Assis na Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora. [consult. 2021-10-19 22:35:33]. Disponível em