Batalha de Crécy

Vitória inglesa sobre o exército francês no início da Guerra dos Cem Anos, aquando da segunda invasão inglesa da França sob o comando do rei Eduardo III; a batalha ocorreu no dia 26 de agosto de 1346 perto de vila de Crécy, no Ponthieu, Norte de França. Foi o primeiro grande recontro da guerra. Eduardo III posicionou-se na meia-encosta de uma colina e distribuiu as suas forças em três divisões; duas na linha da frente e uma de reserva. Em cada uma das divisões, os guerreiros agrupavam-se da seguinte forma: no centro cavaleiros apeados e homens de armas, flanqueados por alas ligeiramente avançadas de archeiros (armados com arcos de uma só peça). Uma destas divisões era comandada por Eduardo, o "Príncipe Negro", filho e herdeiro do referido monarca. De acordo com alguns estudos, o exército inglês era composto por 3900 cavaleiros, 11 000 archeiros e 5000 soldados; o exército francês, comandado pelo rei Filipe VI, integrava 12 000 cavaleiros, 6000 besteiros genoveses mercenários, 20 000 membros das milícias populares, um número indeterminado de soldados e um corpo de cavalaria às ordens do rei João da Boémia.
Os franceses, confiados no poderio da sua cavalaria pesada, avançaram de forma desorganizada; os besteiros, por seu turno, não trouxeram grandes vantagens, ao contrário dos archeiros do exército opositor. As cargas de cavalaria nunca conseguiram penetrar as alas britânicas; cada contingente que avançava enredava-se nas forças do seu próprio exército já envolvidas em combates e torna-se um alvo fácil para os archeiros ingleses, os, a partir de então, célebres "longbowmen". De acordo com os cronistas, os cavaleiros franceses terão efetuado 16 investidas mas, pela meia-noite, a batalha estava terminada. As perdas inglesas foram insignificantes mas, do lado oposto, os franceses terão deixado no campo de batalha mais de 1500 cavaleiros mortos. Depois deste recontro, Eduardo ficou com o caminho livre para norte e cercou Calais.
A Batalha de Crécy teve amplas implicações: desde logo provou a superioridade do arco sobre a besta, quer em termos de alcance quer em rapidez de tiro; por outro lado, a vitória inglesa vibrou um golpe severo na velha tática de guerra feudal, provando que a combinação de archeiros e infantaria propriamente dita podia suportar as cargas de cavalaria pesada; finalmente, em consequência da derrota, o feudalismo saiu bastante abalado na França e os senhores bastante censurados por não terem sabido defender convenientemente o reino.
Como referenciar: Batalha de Crécy in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-01-27 12:58:22]. Disponível na Internet: