Artigos de apoio

Beatriz da Conceição
Fadista, Beatriz da Conceição Mendes Lage nasceu a 21 de agosto de 1939, no Porto. É uma das mais carismáticas intérpretes da sua geração.
Tornou-se fadista por acidente. Cantava amiúde na sua casa, sem grandes preocupações, e ouvia, com admiração, as grandes fadistas da época na rádio. As que mais lhe tocavam eram Lucília do Carmo, Amália Rodrigues e Argentina Santos. Certo dia veio a Lisboa e foi ouvir fado à casa de Márcia Condessa. Animou-se na noite e bebeu um pouco de sangria a mais. Começou a trautear uma quadra. Márcia Condessa ouviu-a e convenceu-se de que ela era fadista. Acabou por cantar um fado completo e foi, logo ali, contratada.
O início de uma longa carreira de uma cantora que sempre viveu o fado e o seu ambiente de forma intensa. Tratou de criar o seu próprio repertório, através de poetas como Domingos Gonçalves Costa, João Dias, César de Oliveira e, mais tarde, José Carlos Ary dos Santos. Passou por muitas casas de fado, entre as quais, o Nonó e Os Ferreiras. Também deu concertos em vários países, sobretudo junto das comunidades portuguesas.
Teve a sua carreira no teatro de revista. Um dos seus maiores êxitos foi John Português, representado no Teatro ABC, cujo tema principal, por si cantado, foi cortado pela censura. Mais recentemente, participou em musicais de Filipe La Féria, feitos para a televisão, como Grande Noite e Cabaret.
Em 1996, o grupo belga de música antiga, dirigido por Paul Van Nevel, Huelgas Ensemble, realizou uma experiência única, o projeto Tears of Lisbon, e convidou Beatriz da Conceição e António Rocha para uma mistura de fado com música portuguesa do século XVI. Neste disco, editado pela Sony Classical, Beatriz da Conceição interpreta os temas "Voltaste" (Joaquim Pimentel), "Eu Preciso te ver" (Vasco Lima Couto/Fontes Rocha), "Noite" (Vasco Lima Couto/Max), "Vesti a minha Saudade" (António Campos) e "Meu Corpo" (José Carlos Ary dos Santos/Fernando Tordo). Inserida neste projeto, deu vários concertos nos países do Benelux. Em 2005, Beatriz da Conceição participou no primeiro álbum do projeto Mário & Lundum, Há Fado (Emi-Valentim de Carvalho), dando voz ao tema Já me deixou.
Tem um vasto repertório de mais de cem temas, reveladores do seu gosto pela poesia, de que se destaca o "Fado da Bia", escrito propositadamente para si por José Carlos Ary dos Santos, com música de Fernando Tordo. Da discografia, salientam-se as coletâneas Sou um Fado desta Idade (Emi-Valentim de Carvalho, 1996) e Beatriz da Conceição (Movieplay, 1997).
Como referenciar: Beatriz da Conceição in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-11-24 10:57:55]. Disponível na Internet: