Benavente


Aspetos Geográficos
O concelho de Benavente, do distrito de Santarém, localiza-se na Região do Alentejo (NUTII) na Lezíria do Tejo (NUTIII) e pertence ao distrito de Santarém.
Este concelho, situado na margem sul do rio Tejo e atravessado pelo rio Sorraia, faz fronteira a norte com Salvaterra de Magos, a oeste com Vila Franca de Xira (distrito de Lisboa), a este com Coruche, a sul com Alcochete e Palmela (distrito de Setúbal) e a sudeste com o Montijo (distrito de Setúbal). No total, abrange uma área de cerca de 525,1 km2 e é constituído por quatro freguesias: Samora Correia, Benavente, Santo Estevão e Barrosa.
Em 2005, o concelho apresentava 25 166 habitantes.
O natural ou habitante de Benavente denomina-se benaventense.

História e Monumentos
Benavente remonta ao tempo de D. Sancho I, que após a conquista da terra aos Mouros pretendeu povoar o local, que ficou a cargo de um grupo de colonos estrangeiros. Em 1199 surge a povoação de Benavente, sob domínio da Ordem de Calatrava. O seu foral foi concedido por D. Paio, mestre da Ordem Militar de Évora, em 1200.
Do património arquitetónico são de destacar o Cruzeiro e o Adro do Calvário (1644), a Igreja de N. Sra. da Oliveira, a Igreja da Misericórdia (séc. XIII) e o Pelourinho de Benavente.
A nível do património natural surge o Parque Natural do Estuário do Tejo, habitat preferencial de aves aquáticas.

Tradições, Lendas e Curiosidades
Em Benavente realizam-se a Festa da Amizade/Festa da Sardinha em junho, onde o pão, o vinho e as sardinhas são distribuídos gratuitamente; Pescarias à Vara Larga; a Festa de N. Sra. da Paz, em agosto, de cariz popular, com largada de touros; e a Festa de N. Sra. da Oliveira e Guadalupe, também em agosto, com procissão.
Ao longo do ano decorrem, ainda, espetáculos musicais, folclore, largada de touros e tourada.
A nível de artesanato realizam-se bancos e cadeiras em madeira e cordel, bordados a ponto de cruz, trabalhos em chifre e tecido de junco, empalhamento, empalhamentos em pita, malhas de cinco agulhas, miniaturas em madeira, peneiras e crivos.
O feriado municipal decorre na quinta-feira de Ascensão, também conhecida pela quinta-feira de Espiga (40 dias após a Páscoa).

Economia
A maior parte da população encontra-se empregada no setor terciário, ligado ao comércio, aos bancos, aos seguros, aos transportes e às comunicações, à administração pública e aos serviços.
O setor secundário está relacionado com as indústrias de construção e obras públicas, metalurgia, metalomecânica, material elétrico e transportes, calçado, vestuário e têxteis, alimentação e bebidas, madeira e cortiça.
O setor primário está relacionado com a produção de arroz, milho, trigo e culturas hortícolas, e a vinha. Na produção pecuária dominam os bovinos.
Benavente desde sempre desfrutou de boas comunicações fluviais, proporcionando ao concelho uma posição geográfica privilegiada de acesso a Lisboa e a outros mercados.
O desenvolvimento do concelho está associado ao desenvolvimento dos transportes.
Como referenciar: Benavente in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-21 06:23:51]. Disponível na Internet: