Berna

Aspetos Geográficos
Cidade e capital administrativa da Suíça, Berna é também a capital do cantão suíço seu homónimo. Situa-se no Centro do país, tem uma área de cerca de 52 km2 e é atravessada pelo rio Aar. Possui uma população de cerca de 127 217 habitantes (2005) e a sua área metropolitana alberga mais de 320 000 habitantes.

História e Monumentos Pensa-se que Berna terá sido fundada em 1191 pelo duque de Zähringen, Bertoldo V. Segundo uma lenda local, este teria prometido batizar a cidade com o nome do primeiro animal que caçasse – após matar um urso (Bär) na península de Aar, a cidade passou então a chamar-se Bärn. Outros, porém, menos crentes em lendas, defendem que o nome é um topónimo de origem celta.
Em 1405, Berna sofreu um incêndio de grandes proporções, tendo sido imediatamente reconstruída pelos seus habitantes. Nos séculos XV e XVI foi considerada a cidade mais importante a norte dos Alpes e, em 1848, tornou-se, pela nova constituição federal, a capital helvética.
Possui uma catedral cuja construção demorou centenas de anos a ser concluída - iniciou-se no século XV e a última etapa, a torre, só foi terminada no século XIX. Destacam-se também outros edifícios de interesse como a Torre do Relógio - Zytglogge - de traça medieval, um dos monumentos mais importantes da cidade, a igreja mais antiga da cidade, datada de 1270 e conhecida por Igreja Francesa, e o Palácio Federal, Bundeshaus.
O centro histórico da cidade foi, em 1983, classificado pela UNESCO como Património Cultural da Humanidade em 1983.

Aspetos Turísticos e Curiosidades
Berna possui vários locais de beleza natural, típicos da Suíça, como, por exemplo, o parque Gurten, o bosque Dählhölzli, os jardins botânicos, com mais de 6000 espécies de plantas, e o Jardim das Rosas, com uma vista privilegiada sobre a parte velha da cidade e o rio Aar. De interesse cultural são os vários museus espalhados pela cidade, como o Museu de Arte da Cidade, onde estão em exposição quadros de pintores famosos dos quais de destacam Pablo Picasso, Paul Klee e Wassily Kandinsky, o Centro Paul Klee, as numerosas e bem conservadas fontes, algumas delas datando do século XVI, a Casa do Parlamento, onde se encontram sediados o governo e o Parlamento, e a Catedral de Berna, o exemplar arquitetónico mais expressivo, na cidade, do gótico tardio.

Economia
A cidade é o centro administrativo do país e também um importante centro económico e comercial. Apesar de, por vezes, ser ofuscada por outras cidades suíças como Zurique ou Genebra, Berna é a capital administrativa do país, a capital do cantão com o mesmo nome e a sede da União Postal Universal. Alberga também sedes de empresas de sucesso como é o caso da Swisscom, líder do mercado suíço em comunicações por rede fixa, banda larga e telecomunicações móveis; da Haag & Streit, fornecedora de equipamento de diagnóstico oftálmico de alta-precisão; da ZLB Bioplasma Inc, especialista na recolha de plasma; da Berna Biotech, empresa farmacêutica; e da Peugeot suíça.
A região é ainda uma das mais importantes produtoras de leite condensado, chocolate de leite e queijo Emmental, graças à matéria-prima que diariamente chega das leitarias vizinhas.
Berna é dotada de um aeroporto internacional e possui uma das mais concorridas estações de comboio suíças, utilizada diariamente por cerca de 150 000 passageiros.
Como referenciar: Berna in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-06-17 18:15:05]. Disponível na Internet: