Bernardo Rossellino

Arquiteto e escultor italiano, natural da cidade italiana de Settignano, nascido entre os anos de 1407 e 1410 - apontando-se como ano mais provável o de 1409, e falecido no ano de 1464. Irmão mais velho do conhecido artista António Rossellino (também conhecido como António di Matteo di Domenico Gamberelli), tornou-se um dos mais relevantes escultores e arquitetos do século XV, tendo instruído o seu irmão, assim como o amigo Desiderio da Settignano, nestas artes. Estes três artistas dedicaram-se inicialmente à pintura de monumentos fúnebres, apesar de Bernardo se ter começado a notabilizar pelas obras arquitetónicas que elaborava. A primeira obra saída das mãos de Bernardo foi a fachada do Palazzo della Fraternità dei Laici, situado em Arezzo, e esta junção das duas vertentes artísticas que dominava, a arquitetura e a escultura, foi executada entre 1433 e 1436. Trabalhou também na cidade de Florença, onde esculpiu, de 1444 a cerca de 1447/1450, o monumento tumular composto por mármores de cores diversas dedicado à glorificação do humanista, historiador e chanceler Leonardo Bruni, sito na igreja de Santa Croce. O desenho de inspiração clássica (sobretudo com bases na Antiguidade Romana) deste túmulo foi inspirado no do antipapa João XXIII, que se encontra no Batistério desta mesma cidade e tinha sido esculpido por Baldassare Cossa. Em Florença, Rosselino construiu ainda o Palazzo Rucellai, entre os anos de 1446 e 1451 e segundo um plano do arquiteto Leon Battista Alberti. De 1451 a 1453 desempenhou o cargo de arquiteto do Papa, e entre 1460 e 1463 construiu a cidade de Pienza, a pedido do pontífice Pio XII. Destacam-se deste projeto urbano a catedral e o Palácio Piccolomini, cujo início de construção se deu por volta de 1459. Bernardo Rossellino ocupou em data posterior o posto de arquiteto da catedral de Florença.
Como referenciar: Bernardo Rossellino in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-19 22:51:33]. Disponível na Internet: