Bernhard Bolzano

Matemático, filósofo e teólogo checo, nascido em 1781 e falecido em 1848, foi ordenado padre católico em 1804. É contudo a sua vasta obra matemática, sobretudo sobre os fundamentos, que o torna conhecido. No entanto, grande parte dos seus trabalhos só seriam publicados após a sua morte, tendo sido sujeito à censura e perseguição do Governo austríaco (que na altura dominava a região que atualmente constitui a República Checa), devido às suas opiniões políticas pacifistas e pela justiça económica. Este facto não o impediu de escrever e de desenvolver uma influência intelectual importante no seu país. Debruçando-se sobre os fundamentos da matemática, tenta libertar o cálculo do conceito de infinitesimal (1816-17), dedicando-se, a partir de 1830, à sua obra Grossenlehre com o objetivo de assentar todo o edifício matemático num fundamento lógico. Tratou igualmente dos paradoxos do infinito em Paradoxien des Unendlichenf, constituindo as suas teorias do infinito uma antecipação da teoria dos conjuntos infinitos de Cantor.
Como referenciar: Bernhard Bolzano in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-13 12:40:44]. Disponível na Internet: