Bessie Smith

Cantora de blues norte-americana, Bessie Smith nasceu a 15 de abril de 1894, em Chattanooga, no Estado do Tennessee, nos Estados Unidos da América.
Em 1912, integrou, como bailarina, uma companhia viajante de espetáculos de variedades, onde trabalhava também a cantora de blues Ma Rainey, que lançou a carreira musical de Bessie Smith.
Estabelecendo-se em Atlântida, começou a atuar em bordéis e em teatros destinados aos negros e, depois, a fazer digressões a norte e a sudoeste do país, tornando-se numa enorme atração no final da Primeira Guerra Mundial. Em 1923, mudou-se para Nova Iorque, onde gravou com grandes músicos de jazz, como Louis Armstrong, Benny Goodman e James P. Johnson. Com uma profundidade e expressão na voz, Bessie Smith conseguiu transmitir uma forte intensidade às canções interpretadas e revelou um grande senso rítmico e habilidade nas improvisações. No auge da sua carreira, tornou-se na cantora de blues mais popular e mais cara da altura, ganhando 2000 dólares por semana. No início dos anos 30, cantou na rádio, em filmes de Hollywood e substituiu Billie Holiday num espetáculo da Broadway. A sua carreira começou, no entanto, a decair, devido ao novo gosto musical do público que era atraído pelo swing. Tentando adaptar-se à era dos swings, mudou o seu estilo pesado de blues para um jazz mais leve aos ritmos do swing. De referir que a cantora era ainda dependente do álcool e tinha fama de ser uma assumida bissexual.
Dos seus 160 álbuns gravados destaca-se Down Hearted Blues (1923), House Rent Blues (1924), I Ain't Gonna Play No Second Fiddle (1925), Me and My Gin (1928), Black Mountain Blues (1930).
Bessie Smith, a "Imperatriz dos Blues", como ficou conhecida, faleceu a 26 de setembro de 1937, em Clarkesdale, no Estado do Mississípi, vítima de um acidente de viação.
Como referenciar: Bessie Smith in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-08-24 10:59:27]. Disponível na Internet: