Betty Grable

Atriz norte-americana, nasceu a 18 de dezembro de 1916, no Missouri, e morreu a 2 de julho de 1973, na Califórnia. Foi educada pela mãe que tentou fazer dela uma criança-prodígio, ensinando-a a cantar, a dançar e a tocar saxofone. Em 1930, a sua mãe levou-a para Los Angeles e tentou convencer os produtores cinematográficos dos dotes da filha. Estreou-se nesse mesmo ano como figurante no filme musical Whoopee! (1930), a que se seguiram outras participações discretas. Foi contratada pela 20th Century Fox que lhe deu um papel significativo em Pigskin Parade (Diabruras de Estudante, 1936). Mas seria a Paramount a fazer de Grable uma das principais estrelas de Hollywood com o sucesso de Million Dollar Legs (1939). Na década de 40, a atriz tornou-se uma das principais damas do teatro musical da Broadway, protagonizando diversas peças de Cole Porter. Paralelamente, tornou-se muito popular entre os soldados americanos que combateram na Segunda Guerra Mundial devido à sua condição de "pin-up girl". Após o final do conflito, continuou a passear a sua imagem de símbolo sexual em comédias ligeiras, mas, na década seguinte, a sua carreira entrou em declínio devido ao confronto aberto que manteve com o produtor Samuel Goldwyn, uma dos principais patrões de Hollywood. O seu último filme foi How to Be Very, Very Popular (1955). Até à sua morte, trabalhou sobretudo em teatro e em anúncios publicitários. Faleceu em julho de 1973, vítima de cancro do pulmão.
Como referenciar: Betty Grable in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-12-10 05:25:30]. Disponível na Internet: