Artigos de apoio

Billy Williams
Diretor de fotografia inglês, Billy Williams nasceu a 3 de junho de 1929, em Walthamstow. Começou a sua carreira como aprendiz e assistente do seu pai, também ele fotógrafo e operador de câmara, com quem trabalhou durante quatro anos. Fez documentários a preto e branco e publicidade onde adquiriu bastante experiência. Nos anos 60, ganhou prestígio e reputação internacional pela sua capacidade de trabalho em filmes a cores. Para ele, o mais importante num filme é o desempenho dos atores e é isso que ele tenta sempre realçar com o seu trabalho, sendo esse o seu maior contributo para a película.
O seu primeiro trabalho na sétima arte foi em 1967 no filme Billion Dollar Brain, de Ken Russell. Obteve a sua primeira nomeação para o Óscar de Melhor Fotografia pelo seu trabalho no filme Women in Love (Mulheres Apaixonadas, 1969), de Ken Russell, adaptação do romance de D. H. Lawrence. Em 1971, foi nomeado para o BAFTA de Melhor Fotografia com Sunday Bloody Sunday (Domingo Sangrento). Foi presidente da Sociedade Britânica de diretores de fotografia de 1975 a 1977. Em 1979, recebeu o prémio de Melhor Fotografia, daquela sociedade, pelo seu trabalho no western Eagle's Wing, de Anthony Harvey.
Voltou a ser nomeado para o Óscar de Melhor Fotografia por On Golden Pond (A Casa do Lago, 1981), de Mark Rydell e, em 1982, ganhou o desejado Óscar para Melhor Fotografia pelo seu trabalho em Gandhi, de Richard Attenborough.
Destaque ainda para a sua participação em filmes como The Exorcist (O Exorcista, 1973), The Wind and the Lion (1975), Voyage of the Damned (A Viagem dos Malditos, 1976), Saturn 3 (1980), Manhattan Project (1986), Suspect (Sob Suspeita, 1987), entre outros.
Recebeu, em 2000, o prémio de carreira CamerImage e, em 2001, o prémio internacional da Sociedade Americana de Diretores de Fotografia.
Como referenciar: Billy Williams in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2017. [consult. 2017-03-25 07:41:28]. Disponível na Internet: