biocombustíveis

Devido ao esgotamento crescente das reservas de petróleo, torna-se necessário recorrer a combustíveis alternativos. São já diversos os países que utilizam estes combustíveis como alternativa aos combustíveis fósseis.
O Brasil, a Colômbia, entre outros países, já utilizam o álcool veicular e o biodiesel como combustível alternativo.
As primeiras plantas para a produção de álcool veicular a serem instaladas foram adquiridas na Índia. O Brasil apresenta uma experiência de 30 anos na produção de etanol em grande escala a partir da cana-de-açúcar, sendo atualmente o maior produtor mundial. Pode-se também obter etanol a partir da fermentação das uvas e do milho.
As vantagens do uso do etanol são as baixas emissões e um elevado índice de octanos o que melhora o rendimento.
As desvantagens são o arranque a frio, o preço e só apresenta 70% de autonomia.
O biodiesel é produzido a partir de óleo vegetal (girassol, amendoim, etc.).
As suas vantagens são as baixas emissões e constituir uma energia renovável. A principal desvantagem é a eficiência do motor (5-10%).
São vários os países interessados na implementação de programas de eficiência energética no setor da produção de óleo de dendê e desenvolvimento de tecnologias para a geração de eletricidade em pequena escala a partir de biomassa, como solução para regiões isoladas.
Como referenciar: biocombustíveis in Artigos de apoio Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2019. [consult. 2019-11-17 23:44:05]. Disponível na Internet: