Boaventura de Sousa Santos

Professor catedrático na Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra, nascido em 1940, em Coimbra, é Diretor do Centro de Estudos Sociais (C.E.S.) e da sua revista, a Revista Crítica de Ciências Sociais.
Tem-se debruçado sobre as questões da cidadania, dos modos de produção de poder social, da análise da sociedade portuguesa e da globalização. A crise do modelo civilizacional como um todo, ou, para utilizar as suas palavras, do paradigma da modernidade, é analisada por Boaventura de Sousa Santos nas suas várias dimensões: epistemológica (Um Discurso Sobre as Ciências, 1988 ou Introdução a uma Ciência Pós-Moderna, 1989), política e cultural (Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-Modernidade, 1994).
Analisando a sociedade portuguesa, posiciona Portugal naquilo a que chama semiperiferia do sistema mundial.
Debruçando-se sobre as ciências, delineou o paradigma emergente, que será não apenas um paradigma científico mas também um paradigma social, já que surge numa sociedade ela própria revolucionada pela ciência (Um Discurso Sobre as Ciências, 1988).
Em 2001 ganhou o prémio o prestigiado prémio de Ciências Humanas e Educação do Brasil, Jabuti 2001, com a sua obra A Crítica da Razão Indolente: Contra o Desperdício da Experiência.
De salientar que Boaventura de Sousa Santos é o autor do primeiro estudo aturado sobre o sistema judicial português.
Das várias obras que escreveu destacam-se as seguintes:
1974, Law Against Law: Legal Reasoning in Pasargada Law
1975, Democratizar a Universidade
1977, Da Sociologia da Ciência à Política Científica
1977, The Law of Oppressed: The Construction and Reproduction of Legality in Pasargada Law
1980, O Discurso e o Poder
1982, O Estado, o Direito e a Questão Urbana
1984, A Justiça Popular em Cabo Verde
1985, On Modes of Production of Social Power and Law
1985, Estado e Sociedade na Semiperiferia do Sistema Mundial: o Caso Português
1987, O Estado, a Sociedade e as Políticas Sociais: o caso das Políticas de Saúde
1988, Um Discurso Sobre as Ciências
1989, O Social e o Político na Transição Pós-Moderna
1989, Introdução a uma Ciência Pós-Moderna
1990, Estado e Sociedade em Portugal, 1974-1988
1991, Estado Derecho y Luchas Sociales
1993, (org.) Portugal, Um retrato singular
1994, Pela Mão de Alice. O Social e o Político na Pós-Modernidade
1997, O Pulsar da Revolução: Cronologia da revolução de 25 de Abril, 1973-1976, em colab.
1998, Reinventar a Democracia
1999, Um Discurso Sobre as Ciências
2000, A Crítica da Razão Indolente: Contra o Desperdício da Experiência, prémio Jabuti 2001.
2001, Globalização: Fatalidade ou Utopia?
2003, Democratizar a Democracia
2004, A Fita do Tempo da Revolução
2005, O Fórum Social Mundial
Como referenciar: Boaventura de Sousa Santos in Infopédia [em linha]. Porto: Porto Editora, 2003-2020. [consult. 2020-10-29 20:39:57]. Disponível na Internet: